Uma palavra que construiu a essência do Brasil: Imigração.

Muitos países do mundo conseguiu, aos poucos, impregnar seu processo desenvolvimentista graças ao processo de imigração. As nações do continente americano, principalmente Estados Unidos e Brasil acompanharam, durante séculos, essa moda. Em toda a extensão desses e outros lugares é possível observar inúmeros grupos sociais que detém outras nacionalidades, com culturas bem distintas e ideologias abrangentes.

Uma das regiões que mais contribuíram para esse costume foram os Italianos. Porém, Portugueses, Espanhóis, Chineses e Japoneses podem ser enumerados nessa lista multicultural. As justificativas essas pessoas terem deixado suas nações e embarcado para viver em um outro lugar completamente diferente são as mais variadas possíveis.

Contudo, a maioria se justifica na vertente de “buscar uma vida melhor”. Isso é possível constatar, analisando a época em que ocorreu os maiores fluxos migratórios. No Brasil, isso ocorreu no século 18 e início do 19, quando grupos de Italianos, Japoneses, Alemães e Espanhóis abrigaram várias regiões do país. Dentre as principais se encontram São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná.

A cultura desses três estados é quista como uma das mais distintas em todo o país, não tendo uma singularidade em grande parte de seus predicados. Em cada região dessas localidades, a maneira de expressão é diferente, os costumes, comidas típicas e demais curiosidades, fazendo da imigração um dos eixos mais importantes para o desenvolvimento cultural do Brasil e transformando a vida de muitas pessoas.

O Fluxo migratório e suas marcas.

Quando andamos pela cidade de São Paulo, é possível analisar a forma de expressão que cada bairro enraíza no seu “vocabulário interno”. Regiões, como a Mooca, é conhecida por usar linguajares que se associe muito a forma de conversar do Italiano, que expressa suas opiniões com um “calor” a mais, não somente na voz, mas principalmente com gestos mímicos.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Outros lugares, como o Bairro da Liberdade, a concentração de Japoneses é intensa, fazendo da região uma das mais calmas e nipônicas de São Paulo. Caminhando por lá, várias características podem ser notadas desde a arquitetura de casas até o comportamento do comercio.

Muitos funcionários falam pouco, passando uma espécie de “má educação” para alguns. Porém, essa atitude é justamente o contrário. A educação e zelo da cultura japonesa surpreende a muitos, como a perseverança dos Portugueses. Boa parte da classe lusitana acorda cedo para trabalhar e não abaixa a cabeça para qualquer tipo de adversidade, tendo uma vibração que poucas nações tem.

Respeitar a cultura de outras nações, uma característica do Brasil.

A soma de todos esses componentes reflete o quanto a imigração foi importante para o Brasil. De cada nação, a cultura Brasileira pegou algumas partes e compôs boa parte de sua estrutura e ideologia. Não é por acaso que o país tupiniquim é visto como uma das sociedades mais heterogêneas do mundo.

É muito difícil traçar uma linearidade, perfil do povo Brasileiro, pois a distinção de personalidades pode ser observada em bairros, esquinas e outros recintos, transformando o país num verdadeiro celeiro cultural e mostrando para o mundo que é possível viver com uma confluência de vários lugares ao mesmo tempo.

Talvez você goste disso também:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
11 + 28 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>