Um texto sobre a Beleza

Trade de Bitcoin?

Simples! Comece Agora!

Acesse SimpleFX

Enquanto eu pensava sobre o que deveria escrever nesta manhã, veio-me a ideia de compartilhar com as mulheres e os homens que me leem sobre minhas dicas pessoais de beleza. Claro que iriam ser um superpost todo produzido. Pensei “vou deixar meu chá em infusão enquanto escolho uma playlist que me inspire”. Foi o que eu fiz, entrei no meu queridinho Spotify e comecei a procurar músicas que tivessem a vibe do meu texto. O que eu encontrei foi uma playlist nomeada “Relax” cujo a música do aleatório era “Mad world”, a medida que eu ia ouvindo a minha ideia de tema mudou completamente. Novamente veio-me uma ideia: escrever sobre os sacrifícios que fazemos para ser bonitas e o que é a beleza. Esse meus queridos leitores, é o tema de hoje.

O que é a beleza?

Claro que para essa resposta eu tive que ir fuçar a internet no intuito de encontrar uma definição que me atenda e atenda a vocês. O que eu percebi foi que a definição de beleza é algo complexo e que o ser humano ainda não conseguiu responder. Somos tão inteligentes e curiosos que tentamos achar significados e razões em tudo, mas certos conceitos como amor, beleza, alma e etc, são conceitos puramente relativos.

Vocês sabiam que pessoas bonitas tendem a ser isoladas da população e isso as torna sozinhas?

Para essa questão não tenho fonte bibliografia, mas basta observar ao redor e perceber que a vida é como é. Colocamos as pessoas que se enquadram no padrão de beleza contemporâneo em pedestais e assumimos que elas são perfeitas demais para estarem em nosso convívio.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Estamos aqui para falar da beleza exterior. Muitos desprezam essa, ou dizem desprezar, pois o que importa é o que a pessoa é por dentro. Concordo em partes.

Para eu, observadora, o que deve interessar-me na outra pessoa é a personalidade. Sim, pois a parte externa dela é composta por células. Essas denominadas Epitélio pavimentoso estratificado queratinizado, o que quer dizer nada mais nada menos do que células mortas com queratina em seu citoplasma. Indo um pouco mais profundo em sua composição encontramos tecido conjuntivo laxo e denso mais embaixo, compostos por fibras de colágeno. Fibras essas que perdem sua elasticidade e rigidez, que com o tempo irão ficar flexíveis e “murcharão”. Porém, eu me sinto atraída por determinados tipos. Sou humana afinal. Pode ser também que a mídia me influencie mas, tem coisas que fisicamente, esteticamente e até mesmo higienicamente nos atraem.

O que quero dizer com estes rodeios é que a beleza é um conjunto de diversos fatores que nos faz sentir atração, admiração e até mesmo respeito por outra pessoa.

Essa é uma definição minha, é o que eu acho sobre beleza.

Penso que a beleza interior é de fato importante mas nós não excluímos em hipótese alguma a exterior. É um gatilho automático de pré julgamento.

Mas, eu acredito que a beleza é uma coisa complicada. Tento não encarar ou concluir meu pré julgamento sobre ninguém a partir do que vejo exteriormente e acredito fielmente que isso é o que todos deveriam fazer. Porém você pode escolher como viver sua vida.

 

Sacrifícios feitos para atingir a beleza.

Agora sim vamos para parte prática, como e o que fazemos para ficar bonitas? A resposta é: fazemos de tudo e de todos jeitos.

Mas aqui se trata de uma beleza diferente da citada acima, aqui nós estamos falando da nossa beleza, da forma que nós nos apresentamos para o mundo e como nos vemos ao olhar-nos no espelho.

Espelho espelho meu, existe alguém mais bonita do que eu?

A beleza própria está intimamente ligada a auto estima, de forma impossível de desligar.  Seja essa auto estima alta ou baixa, o que fazemos é para sentirmos melhor com nós mesmas.

Minha auto estima quando criança era um lixo, até que eu virei mocinha e adivinhem… permaneceu ruim. Mas, o que diachos é auto estima?

Segundo o Aurélio, auto estima é o Apreço ou valorização que uma pessoa confere a si própria, permitindo-lhe ter confiança nos próprios atos e pensamentos.

Lembro-me de andar na rua e pensar “Eu queria ser essa menina, olha como ela é bonita”. Em algum momento dessa minha fase bad eu percebi que tudo o que dizemos para nós mesmos repetidamente uma hora torna-se verdade. E eu repeti, várias e várias vezes, antes de sair de casa “Hoje eu estou linda”. Não é uma fórmula milagrosa, mas me fez ter coragem de encarar o mundo com minha própria beleza.

Nem sempre essa beleza própria, essa perfeição que só nós temos, é suficiente, então buscamos outros meios de tornar-nos belas.  No meu caso, eu tinha fascínio por máscaras e por dietas fáceis (afinal eu era uma criança/adolescente e não queria coisas difíceis). Cresci contando calorias, às vezes tinha momentos em que eu me permitia esquecer delas e comia adoidado, mas a paranoia retornava dias ou semanas depois. Ainda hoje me encontro a procura de formas fáceis de manter peso, emagrecer, criar músculos, manter a pele perfeita e o cabelo maravilhoso, a maquiagem que me favoreça e os alimentos ideais. São coisas que me acostumei a fazer, pequenos sacrifícios aqui e ali me alimentam minha beleza e auto estima. Mas eu sou muito básica, pois estou satisfeita com o jeito que sou.

O importante é sentir-se bem consigo mesma.

Faça o que tiver de fazer.

Plásticas, peelings, depilações, maquiagens, tatuagens, piercings, reduções, musculação, massagens e tudo mais.

Porém, sempre temos um porém. O objetivo disso tudo tem que ser claro, você deve amar a si mesma. Não faça nada consigo para que os outros gostem de você, não se modifique para caber em outra pessoa, não se desfaça para servir um outro alguém. Nós estaremos conosco a vida inteira. Sou eu quem eu vejo todo dia de manhã quando olho no espelho, e sou eu quem eu verei até quando eu morrer e, se Deus quiser irei ver-me no Além também. Amar a si próprio é o primeiro passo para a felicidade e isso é algo que eu acredito com muita força.

Seja como for, a auto estima é um fator importante que nos fortalece e nos dá coragem.

Foi dito pelo Instituto de Psicologia Aplicada (Inpa), que para que possamos desenvolver autoestima precisamos experimentar uma total aceitação de nossos pensamentos, sentimentos e valores pessoais; ter crescido num ambiente saudável sem opressão, com limites e valores que nos levem a ser justos e com um ótimo exemplo de autoestima desde cedo. Dito isso, percebe-se que é algo muito além do ‘gostar de si’, é algo construído desde a infância.

“Bom, então se cresci num local sem amor, opressivo, violento. Nunca terei autoestima?”

Não acredito nessa hipótese. Pode ser que o desenvolvimento dela possa ser um pouco complicado pois terá de lidar com seus traumas de infância, mas tudo é possível Honey.

Eu creio que o maior sacrifício de beleza que fazemos e aprender a gostar de nós mesmos, apesar da dor e da percepção de quem realmente somos. É necessário uma busca profunda em nós mesmo a fim de nos conhecer e identificar o que nos entristece perante a nós mesmos,  conhecer nossos pontos fracos e os fortes também.

Euzinha tinha problemas com os meus olhos, sempre fui pequenina e meus olhos eram negros e bastante grandes. Meus coleguinhas com a maldade inocente de toda criança, não podiam deixar de faltar com os comentários. Cresci com aquele complexo. Porém, em algum lugar de mim, eu adorava meus olhos e não conseguia entender porque as pessoas não gostavam deles. Descobri o eyeliner. Primeiro aquele tipo Cleópatra, um erro enorme visto que ele aumentava ainda mais meus olhinhos. Segundo, o tipo gatinho. Bang! Nunca mais o abandonei. Eu me sentia bem, pois para mim aquilo tornava meus olhos mais marcantes. Para as pessoas… Bem, nunca parei para me perguntar o que elas achavam. O delineador serviu-me como complemento e me mostrou a beleza de algo que eu já via mas não aceitava pois a opinião alheia intervia.

O que falamos hoje no geral foi da beleza exterior e da auto-imagem. Espero que todos vocês possam tirar algum proveito desse texto de hoje. Os frutos colhidos do amor próprio servem para melhorar nossa relação com o mundo, nossos relacionamentos afetivos, familiares e até mesmo na esfera profissional.

Você viverá com você para sempre, então por que não fazer de você mesma seu amor eterno?

“SciELO – Scientific Electronic Library Online.” “Beleza é Algo Relativo, Depende De Quem a Contempla”: Seria o Conceito De Beleza Unicamente Uma Questão De Opiniões?, <www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext_pr&pid=S0104-12902009010300001>.

Studio, Dint, and Dint Studio – www.dintstudio.com.br. “Mas, o Que é Auto-Estima?” Inpa – Instituto De Psicologia Aplicada, 6 Feb. 2014, <www.inpaonline.com.br/auto-estima/>.

Carneiro, Tomás Magalhães. “O QUE É A BELEZA?” Filosofia Crítica, 10 Jan. 2011, <filosofiacritica.wordpress.com/2011/01/10/o-que-e-a-beleza/>.

Talvez você goste disso também:

Sobre: T. Saturn

Buscando inspirar-me

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
8 + 30 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>