A gente se vira como pode

Quando Rogério e eu nos casamos, não tínhamos muito dinheiro. Na cerimônia civil, ele estava de calça jeans e camisa polo, e eu com um vestido floral que não custou nem cem reais. Nada de decoração especial ou flores, como Continue lendo A gente se vira como pode