Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


Sexo banalizado em minissérie da Globo

Precisando de Dinheiro?

Ganhe R$80 por Dia
Sem Indicar nem Vender
Apenas Visualizando Anuncios
Forneça seus Dados para Começar

A nova minissérie da TV Globo, “Sexo e as Nega” estreou ao ritmo de muita falação e polêmica trazendo à tona diversos “tabus” a serem quebrados pelo autor, Miguel Falabella. No entanto, o que acontece é uma verdadeira e gratuita pegada pelo sexo sem qualquer sentido. Não evidencia libertação, não traz à tona a discussão sobre questões importantes da sociedade, não traz nada. É um monte de histórias recriando um esteriótipo que a sociedade vem lutando há tempos para desconstruir. É um verdadeiro desserviço a sociedade contemporânea que, mesma cheia de porquês, tem batalhado por dias mais iguais e com sentido.

Até as profissionais do sexo, <a href=http://www.brasillovers.com.br/blog-acompanhantes-brasilia/>acompanhantes de luxo</a> que sem mantem socialmente aceitas enquanto não descobertas em todo o país, tem enfrentado de frente todo o preconceito e veem o sexo, sua ferramenta de trabalho, banalizado e sendo propagado de forma questionável e sem uma verdadeira causa ou consequência. Além disso, a pegada racial até poderia trazer um debate eloquente sobre tudo, mas o que ocorre na realidade, é um verdadeiro pandemônio de ideias. As mulheres negras têm,  inclusive, feito críticas ao trabalho de Falabella, nesse folhetim.

<h2>Desmistificar não é banalizar</h2>

Essa é uma questão importante. Debater, falar abertamente, até mostrar alguma força na mídia é fundamental para cair alguns preconceitos e trazer à sociedade, todo o amplo discurso de uma sociedade sem tabus. Mas o que ocorre neste caso, é um verdadeiro mix de ideias apenas usando o que a sociedade tem de pior, que são as máscaras por traz das verdadeiras discussões. E é esse o grande problema. Estão banalizando o ato racial, o amplo discurso do sexo desmistificado por um contexto nada utilizável. Sexo em local público, com linguajar pobre e superficialidades, não é a melhor forma de resolver todas as questões.

Há quem diga que a minissérie pode trazer alguma conquista às minorias, mas os bons debates mesmo estão atravancados pela linha editorial de qualquer produção realizada pela Rede Globo. Natural, existem diversos contratos em vigor, e trazer um debate complexo poderia trazer algum prejuízo aos interesses comerciais do grande conglomerado. Entretanto, trazer algo sem expressão e vazio, traz ao público apenas rompantes e mais dúvidas. Deveríamos vir ao debate de uma vez por todas e evitar produções frias e nada construtivas quanto essa.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

 

 

 

 

 

 

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Sobre: Rafael A Monteiro

Sou Rafael Monteiro, vascaíno, carioca e jornalista!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
20 − 11 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>