Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


Sempre que chove, vira um charco

Precisando de Dinheiro?

Ganhe até $80 por Dia
Sem Indicar Nem Vender
Forneça seus Dados para Começar

Depois da grande escassez de água vivenciada por milhões de brasileiros, devido a um período de estiagem cuja intensidade ninguém pôde prever, qualquer chuva virou uma bênção. Antes ela provocava reclamações sobre a roupa que não seca no varal, o automóvel que está sempre molhado, os engarrafamentos (porque todos resolveram ir trabalhar de carro)… nem aquelas pequenas enchentes nas ruas vão causar o desconforto que causavam antes. Afinal, “pelo menos, está chovendo”. Será?

Um bom projeto de urbanização não dá espaço para enchentes pela rua afora, a menos que o volume de chuva seja extremamente alto. Projetos de qualidade prevêem a instalação de um bom sistema de captação e drenagem de águas pluviais, a fim de evitar o aborrecimento e o perigo das enchentes em vias urbanas. Então, por que elas ainda acontecem?

Dois motivos para um mesmo problema

Problemas-causados-pela-falta-de-projeto-para-enchentes.

Como dissemos logo acima, um bom projeto de urbanização prevê e faz instalar um sistema de captação de águas pluviais, correto? Um dos problemas começa exatamente aí: ter um bom projeto. A instalação de um sistema como esse de qualidade – ou seja, um projeto realizado por profissional qualificado e que use bons materiais e equipamentos na execução – é coisa cara. Frequentemente, o orçamento disponível para a pavimentação de uma nova rua, comporta um projeto bem feito e bem realizado; porém, problemas na gestão dos recursos e tendências a dar preferência para o aspecto visível da obra acabam deixando os sistemas de captação em segundo plano.

E então, ruas inteiras, bairros inteiros são pavimentados com a instalação de um sistema de captação de águas pluviais pouco eficiente, de custo reduzido. E haja reza para que não hajam problemas depois porque, se houver… o que vai ficar visível é exatamente a conseqüência da “economia”.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Mas existe situação pior. Em muitas cidades, especialmente aquelas de menor porte, sistemas como esse não são instalados, nem mesmo com qualidade inferior. Todo o volume da chuva corre por cima das ruas e calçadas, entram livremente nas casas mais baixas, golpeiam paredes e muros de construções que ficam nas partes mais baixas das ruas inclinadas, terra, pedras e todo tipo de detrito são varridos das partes altas até o fundo dos vales. Nada desacelera a descida da água nem reduz seu volume e, nesta situação, toda esta água fica particularmente destrutiva.

Economia “porca”

Esta é uma decisão que não se justifica porque os gastos após cada chuva problemática acabam sendo muito maiores do que o investimento que poderia ter sido feito com o projeto e a implantação de um bom sistema de captação de águas pluviais. A própria prefeitura precisará mobilizar um grande número de funcionários e veículos por grandes períodos de tempo para realizar a limpeza da sujeira que se espalhou pela água que correu tão livremente durante a chuva. As ruas frequentemente ficam muito danificadas após eventos como esse, especialmente se sua pavimentação for com bloquetes ou pedras (o famoso calçamento “pé de moleque”), o que a obrigará a gastar com material e pessoal para restaurar os pavimentos destruídos. Praças e prédios públicos também podem ser danificados pela força da água, demandando mais gastos na recuperação dos mesmos; sem falar nas ações de moradores ajuizadas contra a prefeitura, se conseguirem provar que os danos sofridos por suas casas foram devidos à ausência de um sistema de captação.

Fazendo tudo na hora certa

Processo-de-pavimentação-com-sistema-pluvial.

Existem muitos motivos para que a implantação destes sistemas de captação, antes da fase de pavimentação da via urbana, seja pensada com carinho por parte dos administradores públicos. Além de evitar os inúmeros – e caros – transtornos acima, implantar o sistema antes da pavimentação implica em esforço menor e menos recursos investidos no processo. Afinal, não será necessário remover a pavimentação já colocada – seja ela asfáltica, bloquete ou pedra e depois colocá-la novamente após o serviço.

Além do mais, as obras de instalação deste sistema em vias já pavimentadas via de regra se tornam um verdadeiro transtorno para os usuários da mesma (tanto os passantes quanto os moradores próximos), já que desvios e problemas com lama e poeira serão constantes até que a obra esteja concluída – sem contar as alterações nas linhas urbanas e a prestação de serviços como coleta de lixo.

A mesma dica vale também para novos condomínios em fase de implantação, acessos a chácaras e sítios, etc. Nestes últimos casos, em que é mais comum que as estradas sejam de terra, um bom sistema de drenagem de águas pluviais ajuda muito na preservação do pavimento (que já é muito susceptível à ação da chuva), evitando a formação de atoleiros e deformações e, portanto, diminuindo os gastos com a manutenção da via. Por tabela, evita-se também os transtornos e os danos provocados nos veículos devido às más condições destas estradas.

Medidas preventivas são sempre mais eficientes e baratas do que as corretivas – e a implantação a tempo de um sistema de captação de águas pluviais nas ruas certamente poupará muitas dores de cabeça.

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
19 × 19 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>