Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


Santos x Peñarol: Uma final nostálgica

Precisando de Dinheiro?

Ganhe R$80 por Dia
Sem Indicar nem Vender
Apenas Visualizando Anuncios
Forneça seus Dados para Começar
Santos x Peñarol

Santos(BRA) x Peñarol(URU)! Há 30 ou 40 anos atrás era um clássico de parar a América e talvez boa parte do mundo. Era o time de Pelé, o maior jogador de futebol de todos os tempos, atleta do Século XX. Já o Peñarol é da escola Uruguaia, a celeste olímpica, que luta até o fim pra ganhar (infelizmente mesmo depois do apito final), além de ter 5 libertadores no seu currículo vitorioso.

Mas esses dois times passou, digamos por uma época de vacas magras. O Peñarol ainda teve sua última libertadores em 1987, época inclusive que o futebol uruguaio estava em baixa, aparecendo poucas vezes em copas do mundo, e muitas vezes fazendo figuração apenas, embora tenha ganho vários títulos nacionais.

No caso do Santos, um campeonato paulista no início dos anos 80 e quase duas décadas sem levantar um título expressivo. jejum quebrado somente em 2002 conquistado pela geração de Diego e Robinho, que muitos diziam ser o novo Pelé. Pode não ter sido, mas inspirou uma outra geração que não precisou demorar mais 4 décadas: a de Neymar e Paulo Henrique Ganso.

Abusado, muleque – esse é o futebol jogado pelos meninos da Vila. Com a chegada do técnico Muricy Ramalho, a defesa se acertou e o ataque continuou funcionando com o fantástico Neymar sendo servido “na boquinha” por Paulo Henrique Ganso. Menção especial para Léo, o veterano lateral esquerdo que joga como garoto, o polivalente Elano, outro que a exemplo do Léo é remanescente da base de 2002, que retornou ao Brasil, bem como do Arouca e o jovem goleiro eficiente Rafael.

Esse time já vem conquistando pelo menos 2 títulos por ano. Dos times brasileiros, não fez boa campanha na fase de classificação na Libertadores e nem era apontado como favorito por muitos. Classificou nas coxas. Na “semana das bruxas” para os times brasileiros, foi o único que se salvou, passou pelos rivais e chegou à final contra o Peñarol, que consolidou o ressurgimento do quase extinto futebol uruguaio, que fez boa campanha na Copa 2010 e ainda teve o craque da competição: o veterano Diego Forlan e destaques para nosso conhecido Lugano, Cavani, Luís Suárez e o goleiro Muslera.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Os mais antigos (mais antigos mesmo) certamente se lembraram da primeira libertadores conquistada pelo Santos contra esse time. A final era um clima de nostalgia.  No primeiro jogo em Montevidéo, um empate em 0x0 suado. No jogo de volta, 2×1.

A nota triste foi o fim do jogo a lamentável confusão de quem não sabe perder. O grande vencedor tem de saber perder para que aprenda a ganhar.

Estava quebrado o longo jejum e enfim, a torcida que muitas vezes era achincalhada como a “viúva de Pelé”, tendo por escudeiro Coutinho, pode dizer que a Vila tem um novo rei: Neymar, que tem por escudeiro Ganso.

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Sobre: Lima

Sou programador PHP e técnico em informática. Gosto de escrever artigos com o objetivo de ajudar, levando o termo colaborador ao pé da letra.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
22 + 20 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>