Quem está preparado para amar?

Vontade de amar todos nós temos, mas quem está realmente preparado para isto? Antigamente não tínhamos muitas opções e por isto o grau de exigência era bem mais baixo. Éramos obrigados a estar dentro de um relacionamento, engolíamos muitos sapos, aceitávamos o destino de viver para sempre com uma pessoa, mesmo que a convivência fosse infernal.

Mas agora tudo mudou, ficamos mais conscientes de nós mesmos, queremos mais. Se antes o mais importante era o fato de estarmos comprometidos com alguém ou o tempo que durava o relacionamento, agora o que mais vale é a qualidade do encontro. Questionamos as regras, a falta de liberdade, o jeito mecânico de se relacionar. Não queremos mais nos sentir prisioneiros de relacionamentos complicados. Descobrimos que o “felizes para sempre” era uma fraude. Na realidade havia muita angústia, repressão e frustração.

Os homens levavam e as mulheres eram levadas numa dança que está ficando para trás. Hoje em dia é mais fácil ver mulheres bem mais determinadas que os homens. Elas se cuidam bem, ganham o seu dinheiro, sabem o que querem. Eles estão começando agora sua revolução de comportamento. Por isso há um desencontro, até que os dois lados acertem o passo novamente. A sensualidade e a aparência se tornaram referências de vida para muita gente. E os que buscam o amor, aqueles que ainda querem um relacionamento com profundidade, não encontram condições para isto. A sensação é que virou loteria achar alguém que tope se envolver de verdade.

Agora o amor está mais livre do que nunca e para sobreviver ele exige coragem , autenticidade e criatividade. Além disso, é preciso que ele seja cuidado com extrema sensibilidade pelos amantes.Mas quem está preparado para tanto? As pessoas tentam se encontrar, tentam se relacionar, mas estão bem desajeitadas. O seu repertório de comunicação e o jeito de proceder ainda estão bastante impregnados dos conceitos antigos, que não são compatíveis com o momento atual e anulam qualquer boa vontade para amar.Por isto, precisamos abrir mão de comportamentos e atitudes que não funcionam mais, olhando para si e para o outro com mais senso de realidade, tudo isto sem perder o romantismo, que é sem dúvida nenhuma um ótimo tempero para a vida.
Agende um aconselhamento com Sergio Savian, autor deste texto, pelo telefone 011 2368-9305 ou escreva para atendimento@sergiosavian.com.br

Talvez você goste disso também:

Sobre: sergiosavian

Sergio Savian é terapeuta (CRT: 27.687) e escritor, focado na consciência e melhoria das relações humanas. Desde 1982 trabalha com aconselhamento, terapia corporal, meditação, palestras, cursos e consultorias, atendendo milhares de pessoas e centenas de empresas. Escreveu treze livros sobre o comportamento humano. Savian colabora sistematicamente com a mídia de todo o país que o solicita a opinar sobre as transformações do comportamento humano atual, particularmente quando o assunto são os relacionamentos amorosos e mudança de hábitos. Seu consultório está localizado na cidade de São Paulo, onde recebe pessoas de todo o Brasil para o atendimento individual e/ou de casal. Para quem vive em outras cidades ou estados, é possível agendar atendimentos por telefone, Skype ou MSN. sites: www.sergiosavian.com.br / http://relacionamentoamoroso.net.br/blog/ Sergio Savian escreveu mais de 11 livros confira todos eles aqui ! http://www.sergiosavian.com.br/livros-cds-e-dvds/index.html Facebook: www.facebook.com.br/SergioSavian Twitter: http://twitter.com/sergiosavian

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
44 ⁄ 22 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>