Quais são os sinais de transtorno de personalidade Borderline?

Os transtornos da personalidade são padrões psicológicos de difícil diagnóstico que exigem uma avaliação criteriosa por parte do profissional da saúde mental, sendo eles os psiquiatras df.

O transtorno de personalidade Borderline é um padrão de instabilidade dentro das relações interpessoais, dentro da autoimagem e nos afetos, com uma impulsividade acentuada.

De acordo com os psiquiatras, para caracterizar um transtorno de Personalidade Borderline, é necessário que o indivíduo se enquadre em cinco ou mais critérios, que são eles:

  1. Esforços em desespero para evitar algum abandono imaginário ou real;
  2. Segue um padrão de relacionamento interpessoal instável e intenso caracterizado por uma alternância grande entre os extremos e uma idealização da desvalorização;
  3. instabilidade mais acentuada e persistente dentro da autoimagem ou então da percepção de si mesmo;
  4. Impulsos exagerados em pelo menos duas áreas que são destrutivas potencialmente (por exemplo: sexo, gastos, direção irresponsável, abuso de substâncias e compulsão alimentar);
  5. Tem comportamentos, ameaças ou gestos suicidas em recorrência;
  6. Instabilidade afetiva devido a uma acentuada reatividade de humor (por exemplo: ansiedade, irritabilidade);
  7. Sentimentos crônicos do vazio;
  8. Raiva inapropriada ou intensa, ou uma dificuldade em controlá-la, que pode causar brigas;
  9. Estresse insensificado.

Como identificar sinais em uma pessoa com Borderline?

Os indivíduos que apresentam esse transtorno são bem mais sensíveis a circunstâncias do ambiente, e eles podem vivenciar medos intensos de serem abandonados ou experimentar uma raiva inadequada, mesmo em uma situação de separação curta, ou até quando mudanças de planos acontecem, por exemplo, quando alguém importante para eles se atrasa alguns minutos ou precisa cancelar um compromisso.

Pode ocorrer uma perturbação da identidade, caracterizada por instabilidade acentuada e persistente da imagem ou da percepção de si mesmo, ocorrendo mudanças dramáticas e súbitas na autoimagem.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Podem acontecer mudanças repentinas de planos ou opiniões sobre aspectos profissionais, valores, identidade sexual e até mesmo tipo de amigos, e esses pacientes podem, de forma repentina, mudar de um papel que seja de suplicante ajuda para um papel de agressividade e raiva.

Esses indivíduos com transtorno de Borderline têm recorrência de impulsividade em duas áreas autodestrutiva, pelo menos, e podem gastar ou apostar seu dinheiro de uma forma irresponsável, comer de forma compulsiva, fazer abuso de substâncias tóxicas, dirigir de uma forma imprudente e envolver-se em sexo sem proteção.

Características comuns de quem vive com Borderline, segundo os psiquiatras

  • Suicídio ocorre em 8 a 10% de indivíduos com Borderline;
  • Atos de automutilação (como cortes ou queimaduras) e até tentativas ou ameaças de suicídio são recorrentes;
  • Esse desejo por suicídio recorrente é uma das razões principais pelas quais esses pacientes buscam ajuda de psiquiatras;
  • Esse tipo de ato autodestruitivo ocorre geralmente sob ameaças de rejeição ou separação, ou então com expectativas maiores que as responsabilidades;
  • Possíveis automutilações podem ocorrer durante alguma experiência dissociativa e trazem um alívio como reafirmação da capacidade desse indivíduo de sentir alguma sensação;
  • O humor dos que têm esse transtorno é interrompido por períodos de raiva, pânico ou desespero e é raramente aliviado por períodos de bem-estar ou satisfação;

Esses episódios podem refletir a extrema reatividade do indivíduo a estresses interpessoais, e em uma frequência grande expressam uma raiva intensa ou então inadequada, com dificuldade de controle.

Pacientes podem mostrar um sarcasmo extremo, ter algumas explosões verbais ou uma amargura persistente.

Ganhe Dinheiro
Todos os Dias
Sem Vender Nada

Cadastre-se AQUI para Iniciar!

Todos os sintomas tendem a ser passageiros, durando de minutos a horas. Dependendo do paciente que apresenta Borderline, o acompanhamento de psiquiatras é extremamente importante para o bom convívio social.

Talvez você goste disso também:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Enter Captcha Here : *

Reload Image

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>