Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


Pilates na gravidez: pode?

Precisando de Dinheiro?

Ganhe R$80 por Dia
Sem Indicar nem Vender
Apenas Visualizando Anuncios
Forneça seus Dados para Começar

É muito comum que as gestantes, principalmente as de primeira viagem, tenham dúvidas sobre a realização de alguns exercícios durante este período. Fazer pilates durante a gestação, por exemplo, levanta dúvidas até hoje, mesmo sendo reconhecidamente um exercício de baixo impacto.

Em geral, as gestantes estão liberadas para a realização de uma série de atividades físicas, de caminhadas até mesmo a musculação. Entretanto, quem faz essa liberação é o médico obstetra, muitas vezes em conjunto com médicos de outras especialidades como cardiologistas e ortopedistas, por exemplo.

As primeiras consultas

Assim que descobre que está grávida, a mulher deve procurar seu médico obstetra de confiança (em geral, o ginecologista com quem sempre consultou) e dar início ao acompanhamento de pré-natal. Aliás, indiferente da possibilidade ou não de realizar exercícios, se há algo que não pode deixar de ser feito de jeito nenhum é o pré-natal. A maioria das gestações transcorre sem problemas, mas mesmo assim é um período crítico para a saúde tanto da mãe quanto do bebê. Portanto, muita atenção a isso, ok?

Após a realização de exames de sangue e de imagem (ultrassom), o médico dirá se há algum impedimento para a gestante. Um alimento que deva ser afastado das alimentações, remédios que devem ser evitados (em alguns casos, medicações que a gestante tem usado precisam ser trocados) e exercícios que ela está liberada para fazer. Fazer pilates na gravidez normalmente é liberado – e até encorajado – por ser uma atividade realizada de forma suave, com intensidade controlada e sem impacto; em resumo: a combinação perfeita para a maioria das grávidas.

Para as gestantes que já eram esportistas antes de engravidar, é comum que exercícios mais pesados sejam liberados também, ainda que com alguma ressalvas – especialmente no início da gestação, que costuma ser um período mais frágil. A corrida pode ser substituída por uma caminhada de intensidade moderada pelos primeiros meses; a musculação pode precisar ser feita com menos carga até o terceiro ou quarto mês, etc.. Esportes radicais já foram praticados por gestantes (como a escalada, por exemplo), mas o risco aumentado de queda costuma torná-los contraindicados a estas esportistas, especialmente no final da gestação, quando a barriga já está muito grande.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Há quem não possa?

Algumas condições realmente impedem a prática de atividade física das gestantes, e quem as informará sobre isso é o médico.

Mulheres com dificuldade para engravidar ou manter uma gestação até o final frequentemente são instruídas a não praticar atividade alguma – no máximo uma caminhada leve. Porém, se o problema for sério, algumas são orientadas a fazer o máximo de repouso possível. Nada de caminhada, nada de pilates ao longo da gravidez.

Algumas gestantes têm problemas sérios de pressão alta, difíceis de controlar. Como já há uma tendência natural do corpo grávido a aumentar a pressão, para estas mulheres as restrições são maiores, tanto no que diz respeito aos exercícios físicos quanto no que diz respeito à alimentação. Mas voltamos a frisar: quem vai dizer isso é o médico.

O importante é que a gestante procure por um médico de confiança e siga suas recomendações. Se não sentir confiança, busque por outro até encontrar um em cuja palavra ela sinta que possa confiar totalmente. “Gravidez não é doença”, mas é assunto muito sério. E nada de confiar nos “pitaqueiros” de plantão, hein?

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>