Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


Os perigos do Sódio

Precisando de Dinheiro?

Ganhe R$80 por Dia
Sem Indicar nem Vender
Apenas Visualizando Anuncios
Forneça seus Dados para Começar

 

Ele está escondido em praticamente todos os alimentos industrializados, sobrecarregando o organismo e prejudicando a saúde.

É quase automático associar sódio ao sal, já que o condimento , famoso na antiguidade por conservar alimentos, possui quase metade de sua composição feita de mineral. Porém, cada vez mais alimentos doces, como sorvetes, bolachas e bolos, estão carregados do ingrediente. Isso por que são industrializados .

Com o consumo cada vez maior das guloseimas industrializadas, e consequentemente a maior oferta de produtos , aumenta e muito a preocupação com a saúde , uma vez que o acúmulo de sódio no organismo pode levar a problemas graves.

Segundo a Organização Mundial da Saúde ( OMS ) , a quantidade necessária de sódio ingerida diariamente é de 2000 mg, o que equivale a 5 g de sal, ou uma colher de chá. Parece pouco mais não é.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

 

 

 

 

 

 

Essa quantidade é suficiente para o bom funcionamento do metabolismo e funções vitais. Porém, pesquisas apontam que os brasileiros consomem o dobro desse valor.

O excesso de sódio no organismo leva a um descontrole nas concentrações e excreções de outros minerais, como potássio e cálcio.

Esses distúrbios contribuem para o surgimento de doenças , como osteoporose e pedras nos rins. A primeira, devido á grande quantidade de cálcio eliminado pela urina. A segunda também tem ligação com o cálcio, já que o abuso de sódio acaba enviando o mineral em excesso para urina, o que faz com que o nutriente passe pelos rins, podendo ficar retido no órgão e se unindo a cristais , o que formaria as conhecidas pedras . Pressão alta e retenção de líquidos , que podem gerar inchaço e aumentar os quadros de celulite e inflamação da pele, também têm ligação com a alimentação rica em sódio.

“Alguns psicólogos afirmam que o desejo e o consumo excessivo pelo sal pode estar ligado aos mesmos mecanismos cerebrais do vício e abuso de drogas. As pessoas acabam adicionando mais sal á comida , mesmo sabendo que ele pode fazer muito mal e muitas vezes sem ao menos ter experimentado a comida para realmente ver se precisa”, diz Paula Castilho, nutricionista.

Apesar de todos os indícios negativos o sódio assim como muitos minerais, tem um papel fundamental no metabolismo celular, como a transmissão do impulso nervoso; participa nas contrações musculares; no equilíbrio acidobásico e na absorção de nutrientes pelas células.

Uma importante função do mineral no organismo é no controle do volume de fluidos fora das células, tudo que modifica a quantidade de sal afeta a retenção de líquidos no corpo. Por isso, ele ajuda a regular as passagens de líquido e de substância pela membrana das células, mantendo a sua pressão osmótica, importante atividade do organismo.

Combinação Fatal: Muito Sal + Pouco Potássio

Muitas pessoas já sabiam que consumir bastante sal faz mal para a saúde. Agora, pesquisadores americanos descobriram que comer muito sal e pouco potássio pode ser uma combinação fatal: aumenta o risco de morte prematura.

O problema é que o consumo de sal tem aumentado desde 1970, com a população ingerindo cerca de duas vezes mais o limite diário recomendado.

O novo estudo é um dos melhores e extremamente consistente sobre os efeitos a longo prazo de se comer muito sal.

Os pesquisadores analisaram os efeitos da ingestão de sódio e potássio como parte de um estudo de 15 anos com mais de 12.000 pessoas. Até o final do

período de estudo, 2.270 participantes tinham morrido; 825 dessas mortes foram por doenças do coração e 433 por coágulos sanguíneos e derrames.

Os resultados mostraram que pessoas que tiveram uma elevada ingestão de sal e uma baixa ingestão de potássio estavam em mais risco – 50% maior de morte por qualquer causa, e cerca de duas vezes mais risco de morte – ou um aumento de 200% – por ataque cardíaco.

Segundo os pesquisadores, a população precisa aumentar os níveis de potássio em sua dieta, adicionando mais porções de frutas e verduras frescas.

 

 

Tabela dos alimentos ricos em potássio

 

 

 

 

 

 

Também, cerca de 90% da população consomem mais sódio do que é recomendado, o que impacta sua pressão arterial. A maioria desse sódio não está relacionada com o saleiro que você joga por cima da sua comida, mas está nos alimentos processados( industrializados), restaurante e fast-food . De fato, os consumidores, mesmo os mais motivados, não têm tanta escolha quanto seria ideal.

O potássio muitas vezes neutraliza os efeitos do sal na dieta. Este equilíbrio é afetado quando as pessoas comem alimentos altamente processados, que tendem a aumentar os níveis de sódio e diminuir o conteúdo de potássio.

Os cientistas explicam que, se o sódio aumenta a sua pressão arterial, o potássio a diminui. Se o sódio retém água, o potássio ajuda você a se livrar dela. Ou seja, em vez de focar apenas no sal, o ideal seria que os pesquisadores se concentrassem no equilíbrio entre potássio e sal.

A luta agora é para fazer as duas coisas: diminuir a ingestão de sódio e aumentar a ingestão de potássio da população.

O maior problema do sal está no sódio, presente também em muitos produtos industrializados.

Há muito tempo ouvimos os médicos dizerem que reduzir a ingestão de sal previne doenças do coração, principalmente a pressão alta (hipertensão). Na maioria dos casos de hipertensão, somente a redução do sal na comida não é suficiente, mas ajuda.

Qual o problema do sódio ?

O sal é também conhecido como cloreto de sódio e o problema está no sódio e não no cloreto. Sabe-se que o sal tem 40% de sódio, mas ele está presente também em vários produtos industrializados que consumimos diariamente, como pães, queijos, cereais, bolachas, enlatados, etc.

Como todos os produtos industrializados já vem com sal, seja doce ou salgado, as coisas complicam um pouco mais. Para descobrir quanto de sódio tem o produto , é só olhar na parte de traz ou do lado da embalagem, na tabela de informação nutricional, procurem por sódio e lá estará o valor . Mais não se enganem o valor mostrado na tabela , não corresponde a quantidade total do produto e sim a uma pequena porcentagem denominada em cima.

 

 

Veja alguns exemplos :

 

 

Leite semidesnatado:

– a cada porção (copo) de 200 ml – sódio de 119 mg

 

Bacon :

– a cada porção de 1 fatia (20 g) – sódio 384 mg

 

Sardinha em conserva :

– a cada porção de 4 unidades ( 100 g) – sódio 666 mg

 

Macarrão instantâneo de Galinha :

– a cada porção de 1 pacote (85 g) – sódio 1951 mg

 

Lasanha Congelada á Bolonhesa:

– a cada porção de ½ unidade ( 325 g) – sódio 1734 mg

 

Caldo de carne:

– a cada porção de ½ cubo ( 4,5 g) – sódio 987 mg

 

Nuggets de Frango:

– a cada porção de 5 unidades ( 130 g) – sódio 742 mg

 

 

O sal nos alimentos mantém a sua durabilidade, então em tudo o que compramos já vem com a sua dose de sal extra, para a conservação. A elevada ingestão de cloreto de sódio (sal de cozinha) faz o organismo reter mais líquidos e aumentar de volume, podendo levar ao aumento da pressão sanguínea e causar a hipertensão, responsável por infarto e acidente vascular cerebral. O consumo excessivo de sal pode também afetar os rins.

Nosso organismo utiliza uma série de recursos para manter o equilíbrio dos líquidos do corpo. Quando os níveis de sódio ficam altos no sangue, ocorre a liberação de alguns hormônios resultando na retenção de líquidos. Esse efeito pode aumentar o volume de sangue circulante e sobrecarregar o coração, elevando a pressão arterial. Pessoas que sofrem de hipertensão se beneficiam claramente da redução da ingestão de sal e sódio. Bons hábitos alimentares

também auxiliam no controle da pressão arterial, como ingerir mais fibras e menos alimentos ricos em gordura animal saturada. Alimentos ricos em cálcio também contribuem para o bom controle da pressão arterial.

Não devemos consumir mais do que 1.800 mg a 2.300 mg de sódio por dia. Muitos substitutos do sal contêm potássio no lugar do sódio e podem ser utilizados por quem tem pressão alta, melhorando o sabor da comida. Porém, vale lembrar que se uma pessoa faz uso de medicamentos para pressão ou é portador de doença renal, deve antes consultar um médico, pois o excesso de potássio pode levar a arritmias cardíacas.

 

 

Excesso de sal causa Demência Cerebral e Mal de Alzheimer

 

Hoje em dia a alimentação está extremamente rica em gordura e sódio e pobre em proteínas e vitaminas, necessárias a todos nós. Devidos os efeitos negativos que o sal acarreta ao cérebro, uma pessoa pode em longo prazo ficar com uma falha cerebral, caso tenha uma alimentação com excesso de sal. Os médicos estão alertando a todas as pessoas do perigo eminente que o sal faz a saúde. O sedentarismo com o excesso de sal na alimentação, a médio e longo prazo , causa o declínio da capacidade mental de cada indivíduo, independente da idade, credo ou cor. E é isso que pode resultar na degeneração da função cerebral, a demência cerebral . Os médicos alertam que na realidade, comer mais do que uma colher de chá de sal por dia , pode resultar ainda em Doença de Alzheimer. Muito se tem falado sobre os males que o consumo excessivo de sal faz a uma pessoa, mais sempre as maiores indicações eram para os problemas que danificavam o funcionamento do coração . Com grandes estudos recentes realizados por pesquisadores do Canadá, foi completamente comprovado que além de danificar o sistema cardíaco , o sal também afeta e muito o sistema central nervoso , o nosso cérebro. Há médica, a Doutora Alexandra Fiocco, que fez parte da equipe de pesquisadores do Canadá, afirmou que o consumo excessivo de sal junto com o sedentarismo, retarda completamente o funcionamento cognitivo do cérebro, principalmente nos idosos. A taxa de um bom consumo não deve ultrapassar de 3 mil miligramas por dia. Mais, vejam , se comermos 3 pacotes de batata fritas do Mcdonalds ou 3 hambúrgueres, a quantidade aceitável já foi ultrapassada. Devemos prestar muita atenção ao que consumismo , principalmente em redes de fastfood. Precisarmos começar a analisar melhor o que nós mesmos colocamos em nossa casa e o que estamos dando para as nossas crianças e para os nossos idosos. A saúde deles também depende de nós. A médica canadense, Doutora Carol Greenwood, da Universidade de Toronto, é estudiosa de condições degenerativas do cérebro, acredita que através dessa grande veiculação e divulgação dos males que o sal e o sedentarismo juntos podem causar a uma pessoa, uma grande e forte forma de chamar a todas as pessoas para uma reflexão sobre a importância desse assunto e de mantermos uma dieta equilibrada. A Doutora Carol Greewood, recomenda a maior ingestão de frutas e verduras, água e o menor consumo na quantidade de alimentos processados e congelados. As pesquisas não pararam , eles continuam a buscar respostas, como:

– qual é o lugar exato onde ocorre a ação do sal? – qual a parte do cérebro que é diretamente danificada, para que cause a demência?

No grupo de pessoas que participaram dos testes, os pesquisadores utilizaram uma ferramenta usada para diagnosticar a Doença de Alzheimer. Essas pesquisas foram realizadas durante 3 anos, no Canadá, em 1.262 pessoas, com idade entre 67 e 84 anos, em homens e mulheres.

 

 

Troca o excesso de Sal e coloque mais ervas

 

É quase um costume da maioria dos brasileiros exagerarem na hora de salgar as refeições. Outros povos, como os orientais e os latino- americanos , fazem mais uso de outros condimentos, como temperos naturais e ervas.

Colocar menos sal na comida não é sinônimo de comida sem gosto. Para isto, as ervas são excelentes aliadas, pois são aromáticas e saborosas, como por exemplo : estragão, orégano, açafrão, cravo, sálvia, alecrim, gengibre, curry, cominho, hortelã, tomilho, manjericão, coentro, salsinha e cebolinha.

Geralmente essas ervas são vendidas em todos os supermercados e feiras livres também.

 

 

Dica :

 

Se desejam ervas em pó, procurem compra-las na feira e peçam para moer na hora, como: açafrão, tomilho, cominho, curry, sálvia, orégano, pimenta do reino, por que o seu sabor é mais forte do que as que vendem nos mercados.

 

 

Receitas do Sal de Ervas:

 

Ingredientes:

1 colher (sopa) de alecrim

1 colher (sopa) de manjericão

1 colher (sopa) de açafrão

1 colher (sopa) de orégano

1 colher (sopa) de coentro

1 colher (sopa) de salsinha

1 colher (sopa) de tomilho

1 colher (sopa) de cominho

1 colher ( sopa) de curry

1 colher (sopa) de louro em pó

1 colher (sopa) de sal comum

 

Modo de preparo:

 

Bata tudo no liquidificador, até ficar bem homogêneo. Guarde em um recipiente de vidro bem fechado na geladeira. Use-o em qualquer alimento no lugar do sal comum.

Evite o consumo excessivo de sal em tudo

Além de não exagerar no sal no preparo dos alimentos, é preciso cuidado com os alimentos industrializados , o melhor seria preferir alimentos e temperos naturais.

 

 

Dicas saudáveis:

 

 

Não acrescente sal aos alimentos industrializados. Evite colocar um saleiro à mesa. Evite conservas e enlatados como picles, azeitona, aspargo, patês e palmito. Evite o aditivo glutamato monossódico utilizado em alguns

condimentos e nas sopas pré-preparadas. Dê preferência ao queijo branco ou ricota sem sal , do que os queijos amarelos, quanto mais amarelo pior é para saúde. Evite salgadinhos para aperitivo com adição de sal, como batata frita, amendoim e tantos outros. Evite embutidos (linguiça, salsicha, mortadela, presunto, salame).

Substitutos do sal ou sal diet podem ser úteis para algumas pessoas, mas só devem ser consumidos sob orientação médica ou de nutricionistas.

 

 

Muita Luz e Paz

Flávia Vicente

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Sobre: Flávia Vicente

Sou Terapeuta Holística e busco através da arte de curar a alma e o corpo mudar a frequencia vibratória de todos os seres, para assim expandirmos rumo a uma nova consciência.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
48 ⁄ 24 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>