Os perigos de deixar o tanque na reserva

Trade de Bitcoin?

Simples! Comece Agora!

Acesse SimpleFX

Brasileiro tem costume de deixar as coisas para a última hora, e muitos motoristas seguem à risca isso de deixar para a última hora, principalmente quando o assunto é combustível, muitos motoristas deixam o tanque chegar na reserva e isso não é algo positivo para o veículo. Ficar com o carro na reserva pode gerar uma pane seca, que basicamente é uma infração de trânsito, e acaba gerando para o motorista infrator uma multa de R$ 85,13, além de uma perda de quatro pontos na CNH. O carro também pode ser rebocado, mesmo tendo um posto de combustível próximo, a pane seca é considerada uma infração, pois o motorista acaba obstruindo a via e interrompendo o fluxo dos outros veículos.

Além de ser um atraso para o motorista, os prejuízos são grandes pois ele irá necessitar de alguém para ir até ele para poder socorre-lo e ainda corre o risco de ser penalizado pela polícia tenho que pagar o valor citado acima e perder pontos na carteira. Além desses prejuízos financeiros que o motorista irá ter que arcar, tem também o prejuízo que o veículo irá ter, o que só vai fazer aumentar a conta de gastos por andar com o carro na reserva.

Na maioria dos veículos quando o ponteiro da reserva acende, o combustível está entre 5 e 8 litros. A reserva serve para indicar que o veículo chegou a quantidade mínima de combustível considerada ideal pelo fabricante e então o veículo necessita ser abastecido. A bomba de combustível é a primeira peça a ser afetada por conta da pouca quantidade de combustível. Essa bomba fica localizada no interior do tanque, a bomba necessita ficar totalmente submersa, assim o combustível auxilia no resfriamento dela e com pouco combustível no tanque, a bomba pode superaquecer e queimar.

O acumulo de impurezas também é um fator determinante para interferir no bom funcionamento da bomba de combustível. As impurezas ficam depositadas no fundo do tanque, assim quando o carro está na reservar as impurezas podem vir junto com o combustível e transferir essas impurezas para outras partes do sistema de injeção. É bom seguir o que o fabricante estipula, muitas delas estabelecem que os veículos quando apontarem na marca de ¼ é o momento ideal para fazer o abastecimento.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

O sistema de injeção eletrônica é um dos mais importante do veículo, e como é tão relevante ele necessita de cuidados periódicos que ajudam a garantir o bom funcionamento dos componentes como: velas, cabos, bobinas e bicos injetores. Mantendo uma revisão constante desses componentes ajuda a prevenir que as peças de maior valor sejam afetadas, como os sensores e centrais eletrônicas.

É importante se manter atento em relação as especificações técnicas das revisões no manual do proprietário. Os bicos injetores devem ser limpos e vistoriados a cada 30 mil km. O acúmulo de resíduos pode acabar ocasionando o entupimento dessas peças e acabar comprometendo no desempenho do veículo.

Ficar com o carro na reserva pode trazer diversos itens que são negativos para o veículo e para o seu dono, então é muito importante evitar deixar o carro nessas condições, e sempre que precisar ir até um local de confiança para verificar as condições do veículo, e se for necessário realizar a troca de uma peça, procure um autopeças de confiança, para você ter as melhores peças com a mais alta qualidade.

Talvez você goste disso também:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
11 − 2 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>