O poder do sorriso

 

 

 

 

“ A alegria passa por cima de qualquer situação e nos ensina a não dar aos acontecimentos infelizes maior importância que eles tenham.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

 

Chico Xavier

 

 

 

 

A Risoterapia ou Terapia do Riso, é uma técnica mental que ensina as pessoas a recuperarem a sua capacidade inata de sorrir e serem felizes no momento presente, é uma verdadeira fonte inesgotável de saúde e bem-estar, físico, mental e espiritual.
Na verdade a Risoterapia como método terapêutico, já existe há muitos anos e nasceu na Índia, com Madan Kataria. Na década dos anos 60 houve o primeiro registro da recuperação de um paciente afetado por uma grave enfermidade degenerativa, o norte-americano Norman Cousin, que na época se submetia à prática da Terapia do Riso.

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao mesmo tempo o famoso Hunter ‘Patch’ Adams, que inspira e influencia no Brasil o grupo dos Doutores da Alegria e milhares de adeptos da Terapia do Riso, inovava nos meios médicos ao levar para o interior dos hospitais e escolas o exercício do humor como método para alcançar a cura dos pacientes, com seu inesquecível nariz vermelho.

 

 

Hoje em dia a Terapia do Riso ou Risoterapia a está recebendo a devida atenção.

A Terapia do Riso ou Risoterapia procura despertar a criança interior dentro de cada um de nós, dando-nos mais espontaneidade, proporcionando a pessoa uma oportunidade de rir sem esforço, o mais natural possível, pelo menos 250 vezes por dia.

 

 

Esta técnica ao instaurar o contato entre o adulto e sua criança interior, procura justamente alcançar o estado de constante busca das brincadeiras , do convívio desinteressado e muito menos estressante, do novo, da leveza , do aprendizado, da prosperidade emocional, que a vida repleta de responsabilidades , monotonia e hábitos condicionados fez questão de excluir da mente humana.

 

 

Tornando a humanidade em jovens velhos, cansados, estressados, desinteressados de tudo, sem perspectivas e animo para nada.

 

 

 

 

“ A risada pode atuar como um complemento na conquista do bem estar físico e psíquico do ser humano, seja qual for a doença que o afete.

 

 

É comum ouvirmos o relato de pacientes com câncer, por exemplo, que ao encarar com bom-humor e fé a enfermidade,

 

 

conquistaram rapidamente a cura, até mesmo nos casos mais graves.”

 

 

Eduardo Lambert – Homeopata e Clínico Geral

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Existem testes cientifico que provam a autencidade dessa terapia. O riso envia ao cérebro um comando, por meio do hipotálamo, para que ele produza um grupo de substâncias conhecidas como endorfinas, mais especificamente as betas endorfinas. Elaboradas nas ocasiões em que as pessoas se encontram bem-humoradas, elas detêm um potencial analgésico, semelhante ao da morfina, porém com um potencial cem vezes mais ampliado.

 

 

Em Portugal já existem clubes do riso, em cidades, como: Lisboa, Coimbra, na Marinha Grande e em Leça da Palmeira (Matosinhos).

 

 

Assim, o um único sorriso ou uma boa risada bem prolongada , provoca o aparecimento de uma corrente de endorfinas, o que imediatamente traz ao organismo um estado de libertação das tensões, um sentimento de tranquilidade orgânica, psíquica e emocional.

 

 

Qualquer manifestação de alegria, como : ouvir música clássica para relaxar, pensamentos e sentimentos serenos, atitudes de auxílio e de estímulo aos que delas necessitam, já basta para o desencadeamento desse processo.

 

 

Neste estágio otimista o Homem torna-se mais apto a conquistar as modificações interiores necessárias, saindo um pouco de sua postura exclusivamente racional, para penetrar nos domínios da atração magnética, da criatividade e da sincronicidade, conceito desenvolvido por Carl Gustav Jung, para indicar os eventos que se interconectam por laços significativos, ou seja, que são coincidências não aleatórias, as quais ocorrem justamente através da sintonia , da sincronia com as forças positivas que regem todo o Universo.

 

 

O Riso verdadeiro desencadeia sentimentos e reações edificantes, como o sorriso aberto, que traduz lealdade; o verdadeiro, que traz consigo a firmeza de ânimo; o largo, imbuído pela bondade humana; o constante, que revela a personalidade vigorosa; e o contagiante ou vibrante, que estimula os outros a rirem.

 

 

 

Fato:

 

 

Em todo o planeta não há uma única pessoa que possa afirmar que não tem dores ou problemas que a tiram do sério, isso faz parte de todos nós , seres humanos. Ao invés de se prostrar e reclamar, procure se encher de força de vontade e buscar uma solução para o seu problema.

Agora de pende de você como reagirá em relação a esse ou aquele problema que afronta você e te chama para crescer , para evoluir.

 

Cada vez que lidamos com uma situação difícil , nós crescemos e amadurecemos emocionalmente. Ficamos mais fortes.

 

Muitas pessoas tem um sério problema em demonstrar os seus sentimentos, ao invés de amor, demostram raiva, por exemplo.

 

Isso é uma forma de autodefesa que a pessoa criou na tentativa (inútil) de se proteger da dor.

 

Trocam o carinho e o afeto por um sorriso amarelo, pelo rancor e a frieza .

 

Infelizmente, essa defesa não o protegerá de nada, então, saia dela de uma vez.

 

Não será essa postura mais rígida que a impedirá de enfrentar desafios. Deixe os bons sentimentos aflorarem e tudo ficará melhor, mais leve e feliz.

 

O importante é saber viver, e isso é encarar a vida mais descontraidamente , brincando, sorrindo e se divertindo , independentemente da sua idade.

 

Toda hora é hora de sorrir. Rir ajuda a olhar um problema de frente e vê-lo sob outro aspecto diminui o seu peso.

 

 

 

 

“ Um belo sorriso é capaz de desmanchar caras emburradas e desfazer mal-entendidos num instante. Agindo assim, você sai do papel de refém dos acontecimentos e transforma sua vida!”

 

 

 

 

Pontos de atuação da Terapia do Riso:

 

 

 

 

A Risoterapia ou Terapia do Riso, é um dos melhores tratamentos contra a depressão e a angústia ,por que ela pode encarnar o papel do analgésico se rir entre 5 ou 6 minutos contínuos.

 

 

Com um bom riso colocamos em funcionamento uns 400 músculos de nosso corpo.

 

 

Com isso podemos nos curar de diversas doenças, como: ajudamos uma grande parte do nosso organismo a expulsar as tensões acumuladas em nossas costas , melhora o funcionamento do coração, aumenta a nossa capacidade de absorção de oxigênio pelos pulmões e ainda acelera a circulação sanguínea, com isso, a um controle maior da pressão arterial, já que a circulação sanguínea funciona corretamente bombeando sangue para todas as artérias com mais rapidez e eficiência .

 

 

Ainda diminui o estresse, controlando a produção do hormônio que deixa os nossos nervos em estado de prontidão, diminuindo a irritação e a ansiedade, melhora a insônia , eleva a autoestima e as relações pessoais e ainda relaxa todo o seu corpo.

Esta técnica é maravilhosa e se realmente for trabalhada com seriedade , ela realiza enormes efeitos na vida pessoa e também na de quem trabalha com essa técnica, por que sorrir é contagiante e eleva muita a nossa vibração, transformando completamente o ambiente .

 

Rir é saudável e extremamente preciso. Então vamos rir muito de felicidade , de amor , de alegria. Vamos sorrir para vida e levar essa energia maravilhosa a todos …

Rir é a maneira mais verdadeira de iluminar a nossa vida e de todos ao nosso redor.

Com um único sorriso levamos a alegria e transmitimos tudo o que há de mais belo em todo o Universo, a expressão pura do amor .

 

 

Sorriam , Amem – se  e sejam sempre muito  Felizes…

 

 

Muita Luz e Paz

Flávia Vicente

Talvez você goste disso também:

Sobre: Flávia Vicente

Sou Terapeuta Holística e busco através da arte de curar a alma e o corpo mudar a frequencia vibratória de todos os seres, para assim expandirmos rumo a uma nova consciência.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
19 × 28 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>