Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


O brinquedo certo para cada faixa etária

Precisando de Dinheiro?

Ganhe até $80 por Dia
Sem Indicar Nem Vender
Forneça seus Dados para Começar

Brincar é, além de uma atividade divertida, algo de extrema importância no desenvolvimento motor, intelectual, social e emocional da criança. Ao brincar, a criança desenvolve sua linguagem, memória, capacidade de resolver problemas, atenção, coordenação motora, criatividade e raciocínio. Além disso, ela desenvolve habilidades sociais ao interagir com outras crianças e, em se tratando de jogos em que se ganha ou perde, aprende a lidar com frustrações, desenvolvendo a inteligência emocional que lhe será necessária na idade adulta.

Os brinquedos também são importantes e contribuem em todo esse processo de desenvolvimento. Os bebês, por exemplo, adquirem noções de tamanho, textura, cores e formas ao lidar com brinquedos, desenvolvendo suas percepções sensoriais. O universo lúdico representa os primeiros contatos da criança consigo mesma, com o outro e com o mundo que a cerca, mas os brinquedos devem ser adequados a cada faixa etária, respeitando as capacidades da criança em cada idade.

Assim sendo, os brinquedos vendidos no Brasil devem ser registrados no Inmetro (através do sistema orquestra inmetro) e certificados com o selo de aprovação. A certificação do Inmetro verifica aspectos como a presença de elementos químicos perigosos, possibilidade de pegar fogo, presença de partes pequenas ou cortantes, além de realizar testes para limitação de ruídos. Tudo isso para que os brinquedos não sejam ameaças à segurança das crianças. Confira na lista abaixo os brinquedos mais indicados para cada faixa etária:

Até seis meses

Brinquedos coloridos, com diferentes texturas e tamanhos, e que produzem sons são boas opções. São recomendados brinquedos leves e que possam inclusive ser colocados na boca, como bichinhos de borracha.

De seis meses a um ano

São recomendados brinquedos que estimulem os sentidos de maneira geral e que sejam mais interativos, como guizos, chocalhos, bonecos, bichinhos de pelúcia, cubos e livrinhos de pano.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

De um a dois anos

Nessa idade, já começam a ser recomendados brinquedos que se possa puxar ou empurrar, como carrinhos; além de brinquedos de montar, desmontar ou encaixar peças (mas que não sejam pequenas a ponto de serem engolidas).

De dois a quatro anos

Para essa idade, são indicados brinquedos que propiciem movimento, como triciclos, bicicletas, bolas, balanço, bonecos, panelinhas e casinhas. Nessa fase, as crianças começam a pintar e desenhar. Também é interessante contar histórias, mostrando as figuras dos livros infantis.

De quatro a seis anos

Nessa faixa etária, começam a aparecer jogos com regras fáceis, que estimulem o raciocínio, além de brincadeiras ao ar livre que favoreçam a socialização. Outras boas opções são o giz de cera, lápis de cor, massinha de modelar, quebra-cabeça, jogos da memória e lego.

De seis a nove anos

Nessa fase, a diversidade já fica bem grande: jogos de tabuleiro, livros, patins, patinetes, cordas de pular e equipamentos esportivos em geral passam a ser as principais recomendações. Os jogos de raciocínio continuam em alta.

De nove a doze anos

Essa é a idade em que as crianças ou pré-adolescentes passam a definir gostos e preferências próprios. Livros mais complexos, equipamentos esportivos, jogos e objetos eletrônicos passam a fazer parte da rotina.

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
11 − 3 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>