Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


Maria e seus pais gays

Precisando de Dinheiro?

Ganhe R$80 por Dia
Sem Indicar nem Vender
Apenas Visualizando Anuncios
Forneça seus Dados para Começar

 

Quando me deparei com a notícia do nascimento do primeiro bebê in vitro filho de casal homoafetivo masculino no Brasil, fiquei bastante surpresa.  A pequena  Maria Tereza  vai ter na certidão de nascimento o nome dos dois pais, que contaram com a solidariedade das mulheres da família, inclusive ,claro, para o empréstimo do útero.

Nesse País de carnaval, com preconceito contra quase tudo, aos poucos  pequenas conquistas individuais vão modificando mentalidades empedernidas . E por mais que muitos protestem, sinto-me feliz em ver que estamos progredindo.  Porque é um grande progresso permitir que dois seres humanos exerçam seu direito à paternidade, sem discriminá-los por sua opção sexual.

Alguns setores da sociedade acreditam veementemente que casais homossexuais não podem constituir família, que são imorais sem qualificação para educar crianças e, portanto, negam-lhes o direito de gerá-las ou adotá-las.  Mas a despeito disso, inúmeros casais de homossexuais têm relacionamentos longos, são pessoas de bem, que escolheram viver de acordo com o que sentem. E é preciso ser muito macho e se respeitar muito pra fazer isso.  No caso dos pais da pequena Maria, o relacionamento já dura quinze anos. Quantos casais héteros se formaram, colocaram filhos no mundo e os deixaram a própria sorte nesse período?

É preciso dissociar em nossas cabeças homossexualidade de promiscuidade. Entender que não se mede o caráter de uma pessoa por suas escolhas afetivas. Por que amar uma pessoa do mesmo sexo é muito diferente de ser um pervertido sexual, com impulsos incontroláveis.  Isso quando não levantam a possibilidade da criança adotada por um homossexual ser molestada! Eu fico estupefata quando ouço uma barbaridade dessas: associar homossexualidade com pedofilia! É um absurdo completo, pois a pedofilia é uma doença de caráter, cujo prazer está em destruir a inocência alheia, em causar dor, em se impor sobre alguém que não pode se defender.  Esses sim são indivíduos abjetos, monstros que devem ser combatidos sempre. E que quase sempre são héteros.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Fico chocada mesmo com o carnaval que alguns segmentos da sociedade fazem quando se refere a legalização dos direitos dos gays, como se negar-lhes o reconhecimento melhorasse ou influenciasse a vida dos héteros de alguma forma. Na verdade não altera em nada o jeito que a maioria vive. E se mudar em alguma coisa, é melhorando a nossa sociedade, tornando-a mais justa e seguramente menos hipócrita.  Mas ainda que haja polêmica deve haver também o regozijo das pessoas que acreditam na liberdade e na democracia, pois sem dúvida com o reconhecimento do casamento entre pessoas do mesmo sexo e agora com esse precedente que se abriu quanto ao direito de ter filhos, o Brasil caminha para a promoção dos direitos humanos, incluindo o de amar a quem bem lhe aprouver.

 

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Sobre: silvana vieira

Livros pra mim são como álcool para alcoólatras: sem eles tenho síndrome de abstinência e é sempre preciso evitar a primeira página, pois depois vem as cem primeiras, as duzentas primeiras e só paro quando a cabeça começa a doer...escrever é consequência, é tentar colocar ordem no caos, é jogar pra fora a confusão e encontrar a serenidade que só as palavras podem me dar.

2 Comentários para: “Maria e seus pais gays

  1. Belo Texto, concordo plenamente com suas palavras, fico muito feliz em saber que existem pessoas livres de preconceito e que acreditam que é possivel pessoas do mesmo sexo construirem uma familia.
    A nossa sociedade necessita urgentemente acabar com tanto moralismo e enxergar a sociedade ao redor, uma vez que o fato de pessoas do mesmo sexo estarem construindo uma familia é uma evolução social e nao uma promiscuidade. Belas Palavras as suas.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>