Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


Magia, as Chave dos Metais Sagrados

Precisando de Dinheiro?

Ganhe R$80 por Dia
Sem Indicar nem Vender
Apenas Visualizando Anuncios
Forneça seus Dados para Começar

 

A Alquimia  do Universo

 

 


 

Em toda criação Divina tudo é perfeito, a natureza nos proporciona grandiosos elementos para utilizarmos em nossos rituais magisticos para nos auto ajudarmos e a auxiliar nossos semelhantes, como tudo tem seus princípios ativos e suas regências citarei aqui exemplos de ensinamentos sagrados que podem ser de grande utilidade para auxiliar-vos em seus trabalhos alquímicos magisticos, lembrando-se bem que a verdadeira transformação alquímica está dentro de você mesmo, não pense que ira transformar o metal em ouro pois o verdadeiro alquímico mago faz muito mais além.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

 

A verdadeira Magia é a transformação de nossos próprios sentimentos, o sábio é aquele que transmuta completamente o ódio em amor, a tristeza em alegria, a sua guerra interior em paz para todo seu ser, não se deixem levar pelas falsas promessas a verdadeira magia está na voz que fala através de seu coração.

Falaremos aqui sobre grandes ensinamentos Gnosticos valorizando a vida dos minerais sagrados Os metais, tudo na criação Divina rege nossos 7 sentidos da vida através desses conhecimentos podemos realinhar nossas vidas e possuirmos uma qualidade incomparável de amadurecimento espiritual, pois estamos nos religando com nossas fontes Divinas.

Os Sete Metais Sagrados suas ligações com os planetas e Arcanjos aprenderemos a partir de agora o seu verdadeiro valor e sentiremos em nossa pele sua força e atuação segundos os ensinamentos do Grande mestre Samael.

 

 

 

Fonte Gnosisonline:

 

Os 7 metais sagrados:

 

Os Raios Elementais dos Metais possuem seus mais dignos e sagrados representantes. Esses sete metais vêm a ser o corpo físico de 7 classes distintas de devas e elementais mágicos, os quais estão intimamente ligados aos Hierarcas Divinos que regem toda a nossa evolução interior e exterior.

Por isso é que as práticas mágicas na Gnose dão especial ênfase ao uso de instrumentos feitos com determinados metais, pedras e diversas outras substâncias. E mui especialmente um elemento de Alta Magia chamado

Eléctrum Mágico, que comentaremos logo abaixo.

 

 

Os 7 metais sagrados, os planetas e os Arcanjos são:

 

 

 

 

Ouro – ligado ao Sol e ao Arcanjo Michael
Prata – Lua e Gabriel
Mercúrio – Mercúrio e Rafael
Cobre – Vênus e Uriel
Ferro – Marte e Samael
Estanho – Júpiter e Zacariel
Chumbo – Saturno e Orifiel

 

Cada Reino possui guardiães, cada espécie e cada forma etc. fazem parte de uma hierarquia, que vai de uma simples forma (aparentemente) inanimada ao mais exaltado dos Seres Cósmicos do Sistema Solar.

Nossa evolução planetária está regida principalmente pelos 7 Supremos Reitores, os chamados 7 Anjos que estão na presença de Deus, segundo o Apocalipse de São João. Estes, sim, são os verdadeiros Senhores dos 7 Raios.

Esses seres sagrados são os Regentes Supremos que guiam toda a evolução elemental e humana em nosso planeta. Cada um deles mora em um templo-coração, ou templo central, e este

Templo se encontra no centro magnético de um determinado planeta.

 

O que é Eléctrum Mágico:

 

 

 

Pode-se receber o benefício mágico, magnético e prânico dos 7 metais planetários colocando-se uma pequeníssima fração desses mesmos metais atrás de um medalhão consagrado, como por exemplo, um Pentagrama Esotérico.

 

Quando se coloca os 7 metais e se abençoa o pentagrama, ele recebe o nome de Eléctrum Mágico.

Isso o torna um poderoso selo de proteção e equilíbrio para todo estudante gnóstico. Especialmente porque se os 7 metais forem inseridos na parte traseira do Pentagrama Esotérico, a energia desses metais entrará em contato com o campo áurico de quem o usar, dando-lhe todos os benefícios inerentes à aura de cada metal, como lemos na tabela acima dos 7 Metais.

 

 

Uma Experiência Clarividente com o Ouro:

 

A seguir, trecho de uma experiência vivenciada pelo grande iluminado Geoffrey Hodson, da Sociedade Teosófica, com o Raio do Ouro:

 

A Ordem dos Deuses que assim ajudam o Logos no processo da produção de formas evolutivas pela pronunciação do “Verbo”, é conhecida como a dos Construtores. Os membros das categorias superiores desta Ordem – dos quais uma linhagem é conhecida no hinduísmo como Gandarvas ou Deuses da Música – são conscientes do propósito criador, percebem e conhecem os Arquétipos ou ideias divinas.

 

Pela autounificação com a Força-Verbo descendente, particularmente com as correntes que vibram em frequências idênticas às de sua própria natureza, eles as amplificam e consequentemente aumentam o seu poder produtor de formas.

 

Porque, dentro da Ordem dos Construtores existem hierarquia

s que são manifestações dos acordes do “Verbo” criador, de que os Arquétipos e formas são expressões. Esta afinidade de vibração atrai a hierarquia particular para o seu campo apropriado de trabalho como construtores-de-forma nos quatro reinos da Natureza.

 

O ouro, por exemplo, pode ser considerado como o produto físico da energia criadora vibrando na frequência em que o ouro se manifesta em termos de força. O ouro, como também todas as substâncias, está representado no “Verbo”criador como um acorde, que é a expressão em termos de som da ideia divina do ouro.

 

A força-Verbo é emitida da Fonte espiritual, e percutindo na matéria virgem, pelos processos anteriormente descritos, fá-la fisicamente tomar a típica disposição molecular e a forma cristalina do ouro.

 

 

Os Deuses do Ouro

 

 

Esse processo não é puramente automático. Há uma hierarquia de Deuses, cujo acorde é de natureza idêntica à do ouro. Eles podem ser concebidos como a idéia divina do ouro manifestada como uma Ordem de seres viventes.

Membros desta hierarquia são atraídos pela afinidade vibratória para as correntes de força do ouro que constantemente descem da Fonte criadora para o mundo físico. Sua presença e assistência intensificam as frequências componentes e desse modo aumentam o poder produtor de formas da força-Verbo.

Assim, parte da função dos Deuses do ouro, bem como de todos os Deuses da Ordem dos Construtores, é a de ajudar no processo de produção de substância e formas físicas.

Na superfície de veios de ouro, tais como na Cordilheira de Witwatersrand, na África do Sul, vi numerosos Deuses e espíritos da natureza associados à força criadora, à vida animadora e à subjacente consciência do ouro.

Acima deles, espacialmente e em evolução, havia grupos de Deuses mais elevados, enquanto que além destes ainda, vagamente percebida, estava a Inteligência planetária do Ouro.

Este grande Ser parecia estar fundido, como Coordenador, Diretor e Estimulador, na força, vida e consciência do Ouro.

Na cordilheira, nos níveis de emoção e pensamento concreto, há uma consciência-grupo do Ouro. Está separada de outros grupos minerais por sua membrana envolvente, pelas diferenças de frequência da força criadora do ouro e pelo fato do desenvolvimento superior da vida animadora do ouro.

 

A força descendente, se descrita antes diagramaticalmente do que na realidade, ou mais de um ponto de vista tridimensional do que quadrimensional, assemelha-se toscamente a um jato cônico de luz solar, brilhando desde o ápice que é a Fonte planetária criadora, até a Terra.

A vida no interior da corrente é mais intensamente colorida e mais vivida do que a de qualquer outro mineral desta região. Harmonizado com sua frequência ou ritmo, eu senti sua força atravessando meus corpos, elevando, estimulando tudo o que corresponde a ouro na constituição humana.

Viam-se as hostes dos Deuses do Ouro movendo-se no meio da corrente descendente de força áurea. Eles têm algo de feminino na aparência. A face dá a impressão de uma tez muito pálida, quase incolor. O “cabelo” – em realidade correntes de força – é

linhoso com um reflexo de ouro. A aura derrama-se em curvas fluentes, alargando-se à medida que descem em faixas de nuances muito suaves de verde, rosa, amarelo e delicado azul.

A terceira parte inferior da aura está cheia de miríades de pontos de luz dourada. Todos estes estão em rápido movimento e aumentam em quantidade em direção à “orla” desta linda veste áurica. Toda a forma e aura do Deus – ou Deusa – reluz brilhantemente com o resplendor do ouro. Estes Deuses menores do ouro são curiosamente impassíveis.

Eventualmente, aqueles próximos à superfície da estepe se movem lentamente num entrelaçamento encadeado, como o movimento de uma majestosa dança. Ao mesmo tempo, eles mantêm um gracioso movimento de braços, como na disseminação manual de sementes. Aparentemente esquecidos do exterior, eles usam suas mentes para emprestar à tripla corrente “descendente” de áureo poder, vida e consciência, uma força e individualidade adicionais. Ainda que se desperte e prenda atenção de um deles, ele vê a gente confusamente, como que através de uma névoa de ouro, e não faz nenhum esforço para responder.

Vários tipos de espíritos da natureza estão nas profundidades, frequentemente uma milha abaixo. Alguns têm corpos esquisitos, tipo sátiro –remanescentes etéricos de esforços desajudados da Natureza para construir formas em ciclos primitivos – com longas, finas e pontudas faces, e corpos nus e fuscos de forma humana, salvo as pernas e os pés que se assemelham às de um animal. Cada um está associado a uma certa área de rocha subterrânea.

Eles parecem estar manipulando forças terrestres, usando poderosa força de vontade no processo, como se estivessem malhando e soldando as energias descendentes para torná-las interdependentes e homogêneas. Este trabalho não é, entretanto, manual, mas o resultado da vontade exercida instintivamente. Parecem ter grande satisfação desta atividade, experimentar um sentimento de domínio sobre forças poderosas, as quais lhes dão o impulso para manter sua concentração.

O ouro verte da rocha semelhante a tênues gotas, enquanto os menores dos espíritos da natureza, movendo-se ao redor e dentro das gotas, assemelham-se a diminutas bactérias de forma espiral em cor de ouro vivo. No nível etérico, miríades deles “bóiam” na corrente descendente, onde existem depósitos. O conjunto dá a impressão de um vasto laboratório com inumeráveis manipuladores, no qual estão continuamente sendo formados elementos, e preside-o um Espírito superior.

Os Deuses e os espíritos da natureza, do ouro, não parecem ressentir-se da mineração. São totalmente impessoais, e onde quer que haja ouro, ali estão em contato com a sua vida no interior.

 

 

 

 

 

 

Em tudo na criação tem seus fundamentos, cada sentido da vida está sob regência de uma determinada força, planeta, gênio e infinitas forças espirituais que nos amparam em nossas jornadas evolutivas, como o universo age em nosso favor aprenderemos a trabalhar com a infinita força dos sete Planetas sagrados e a sustentação dos poderosos sete arcanjos Planetários que receberam de Deus o poder e a missão de Supervisionar toda sua criação.

 

Que a Sagrada Angelologia vos inspirem concedendo-lhes a sustentação em vossos trabalhos espirituais e que todos possam realmente se religar ao vossos seres Universais percebendo a verdadeira importância da pratica magia esotérica .

 

O verdadeiro Mago, é a quele que respeita tudo e a todos,o verdadeiro Sábio é aquele que nada sabe, tudo ouve e com respeito absorve o que realmente tem fundamento sem menospresar seu semelhante.

 

  Que as Bençãos Dos Sete Metais Sagrados envolvam cada um de vós e que na Uniciência e Onipresença Divina todos possam ter seus Mistérios Sagrados Exteriorizados concedendo a cada um o amadurecimento que necessitam para seguir suas caminhadas Evolutivas em Paz, Harmonia e Equilibrio.

 

Cordialmente

 

Julio Cesar Vasques

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Sobre: Julio Cesar

Sou Terapeuta Holístico e quero nesse espaço colocar os mais diversos assuntos desde saúde até espirutualidade.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
30 ⁄ 15 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>