A importância das claques de futebol nos jogos fora de casa

As claques adquiriram, nas últimas décadas, uma reputação algo negativa, em virtude de alguns comportamentos pouco aceitáveis em termos sociais e mesmo distúrbios que por vezes marcam negativamente o espetáculo desportivo ao nível das bancadas.

No entanto, é inegável o papel das claques, nos aspetos mais positivos que um espetáculo pode envolver: na emoção e na envolvência que o entusiasmo dos adeptos pode fornecer ao jogo. Basta observar que, num jogo onde não participem claques, o entusiasmo esmorece e as bancadas permanecem, em regra, silenciosas. Para além deste papel positivo na dinamização do público assistente, as claques exercem um efeito notável, também, sobre os jogadores das equipas em competição.

De seguida apresentamos alguns aspetos em que o papel da claque é fundamental nos jogos fora de casa, onde o apoio é sempre mais reduzido e mais necessário.

Incentivam e motivam os jogadores

Em termos de aplicação no jogo, é sabido que o poder físico e a resistência ao cansaço são aumentados com a motivação que se coloca no desempenho desportivo. Ou seja: um jogador cansado ou com falta de poder físico é nitidamente impulsionado pelas claques a aumentar o seu rendimento, uma vez que a motivação é potenciada. E é claro que essa motivação é mais necessária nos jogos fora de casa.

Resistem perante ambientes adversos

As claques ajudam os jogadores a resistir perante ambientes adversos: no campo do adversário, perante uma massa de adeptos que apoia o rival, a claque torna-se essencial para melhorar a resistência psicológica dos jogadores que apoiam.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Impulsionam os jogadores

As claques impulsionam os jogadores para a procura do golo,muitas vezes em condições de inferioridade. Muitas vezes, dar a volta a um resultado negativo só se consegue com um acréscimo de motivação que só os incentivos e cânticos das claques conseguem promover.

Apelam à manutenção de um ritmo de jogo elevado

As claques facilitam a manutenção de um ritmo de jogo mais elevado, uma vez que tendem a manter o entusiasmo e a transmiti-lo aos jogadores naquelas fases do jogo em que esse mesmo entusiasmo tende a esmorecer. Num jogo fora de casa, por norma, é necessário manter uma grande capacidade de sofrimento para resistir ao normal ímpeto atacante do antagonista. Normalmente, os clubes não são favoritos nas casas de apostas e na comunicação social quando disputam um jogo fora de portas, assim, a claque tem um papel determinante ao incentivar os jogadores para manter essa capacidade de sofrimento.

Defendem os interesses dos jogadores

As claques defendem muitas vezes os interesses dos jogadores, quando dirigentes ou treinadores os colocam em segundo plano: é frequente um treinador acabar por fazer alinhar num jogo um suplente que as claques pedem para entrar em campo.

Facilitam a identificação entre jogadores e adeptos

As claques facilitam a identificação entre os jogadores e os adeptos do clube. Os membros das claques tendem a considerar-se uma extensão do próprio clube; eles são mais do que adeptos, são uma extensão do clube que faz a união com os adeptos. Desta forma, os jogadores sentem-se mais identificados com a massa associativa. Nos jogos fora de casa, este aspeto assume uma importância fundamental, pois esse laço afetivo com os adeptos serve de importante fonte de motivação.

Obviamente, nem todos estes aspetos positivos se sobrepõem ao estigma da violência que as claques levam consigo. No entanto, cabe às próprias claques contrariar essa imagem e nem sempre vemos esse esforço ser concretizado nos nossos estádios.

Talvez você goste disso também:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
3 + 23 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>