A importância da equipa médica num clube de futebol

Uma equipa de futebol altamente profissionalizada, como acontece hoje ao mais alto nível, exige todo um conjunto de recursos humanos em seu torno, constituindo um grupo alargado com fortes laços de interação entre as diferentes secções (administrativa, técnica, financeira, de psicologia, de preparação física, médica, etc.). Neste contexto global, a equipa médica ocupa um lugar de charneira, uma vez que interage com diversos outros setores. Normalmente a equipa médica é constituída por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e massagistas. Neste artigo explicamos de que forma a equipa médica se relaciona com esses diferentes níveis.

No relacionamento com os atletas

É, evidentemente, o nível de trabalho mais importante da equipa médica. Neste âmbito distinguem-se dois tipos de ações: de intervenção direta sobre as lesões dos atletas e, mais a longo prazo, na prevenção e no tratamento prolongado de lesões, envolvendo todo o processo de recuperação e reintegração dos mesmos. No primeiro desses âmbitos, a equipa médica está presente nos jogos e treinos para que possa agir diretamente perante as lesões que vão surgindo. Para isso está presentes de forma regular, pelo menos, um médico e um fisioterapeuta (que noutros tempos era conhecido como “o massagista”). No segundo âmbito referido, em ações a longo prazo, a equipa médica é responsável pelo tratamento das lesões bem como da prevenção das mesmas, principalmente musculares. Neste aspeto, é necessário agir em articulação com outros setores.

No relacionamento com os atletas, a equipa médica deve prestar especial atenção aos momentos de controlo antidopagem, devendo prestar espacial cuidado ao consumo de medicamentos ou outras substâncias por parte dos atletas, de forma a evitar que qualquer dessas substâncias possa resultar num controlo positivo, com todas as consequências negativas que tal acontecimento provoca.

Articulação com o setor de preparação física e equipa técnica

Normalmente, o preparador físico faz parte da equipa técnica e tem de agir em consonância com a equipa médica para que possa planear e agir da melhor maneira sobre os atletas em recuperação de lesões. A equipa médica deve também ser chamada a colaborar no planeamento dos treinos, quer ao nível da sua calendarização, quer ao nível da intensidade e do tipo de treino físico a implementar.

É fundamental que o trabalho da equipa médica envolva uma articulação profunda com o treinador principal, para que a equipa apresentada seja a mais forte possível. Assim, todos saem a ganhar: treinadores, dirigentes, agentes, sócios, adeptos das apostas desportivas e público em geral que gosta de assistir a bons espetáculos.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Articulação com a direção

Uma das funções mais determinantes da equipa médica é fazer a avaliação primária dos atletas a contratar. Normalmente estes são sujeitos a uma fase de testes e de avaliação geral da saúde física, dependendo do seu resultado a assinatura de contratos.

Articulação com outros setores

Caso exista, é fundamental que a equipa médica trabalhe em conformidade com o nutricionista do plantel porque a alimentação dos atletas é fundamental também na prevenção e no tratamento das lesões. Da mesma forma deve trabalhar em articulação como psicólogo ou equipa de psicologia do clube, caso exista, porque muitas vezes o tratamento de lesões ou de doenças passa por uma postura correta do atleta em termos de atitude mental.

Talvez você goste disso também:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
10 − 10 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>