Em faces, em cores…

Em faces, em cores…

Em faces, em cores…

Fazer as pazes, fazer amores.

Tu que não dizes verbos lindos, tu que não fala de desejos.

Eu que digo orgias, eu que não aceito seus beijos.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Na traição, digo que é dos poderes que falo,

Dos traficantes que amo, dos bandidos que dou fé.

Eu sou do afã, sou do elã eterno.

Fico a esmo, passeando pelo nada encontrando o tudo.

Deito sobre um véu de pecado, acordo  absolvido em lugares imundos.

Sou do afã, mas não sou meu fã.

Digo a verdade, um homem a quem amo não está nesse mundo.

Talvez não surgiu.

As pessoas não o conhecem, não o definem.

Ganhe Dinheiro
Todos os Dias
Sem Vender Nada

Cadastre-se AQUI para Iniciar!

Eu costumo chamar de: EU.

Talvez você goste disso também:

Sobre: RICARDO SENEE

RICARDO SENEE, natural de Januária-MG. Jovem dedicado às leituras. Gosta de escrever, tocar, compor belos poemas. Suas inerências: filósofo, teólogo, músico, poeta, escritor nato, comunicativo, ator. O jovem tem uma destreza perfulgente que cativa qualquer um.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Enter Captcha Here : *

Reload Image

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>