DITADURA, NUNCA MAIS!

Trade de Bitcoin?

Simples! Comece Agora!

Acesse SimpleFX

Recentemente, todos vimos estarrecidos os acontecimentos acontecidos na América do Sul. Especialmente, no país do Paraguai. Onde um presidente de uma República Democrática, Lugo, foi deposto de seu cargo de forma muito, muito suspeita. Foi banido democraticamente? Um Impeachment! Imediatamente, todos reagiram automaticamente ante ao acontecimento.

Sofrer Impeachment não é uma coisa de outro mundo, ou, uma coisa impossível de se acontecer a um presidente. Uma vergonha é! No entanto, o que deixou as Américas de cabelo em pé foi a forma como o fato se deu. Vinte e quatro horas! Sim, senhoras e senhores! 24horas. Nem o The Flash conseguiria tão rápido!

A cerca de duas décadas passadas, aqui no Brasil, tivemos um fato semelhante. Foi uma verdadeira vergonha nacional e que refletiu internacionalmente. O então presidente da época, Fernando Collor de Mello, foi deposto pelos mesmos que o elegeram. O povo? Não, não, senhoras e senhores! Vai saber… O que se pode dizer é que na época, para se eleger, ele teve um amplo apoio da maior rede de televisão do país, a Rede Globo. Emissora esta que investira pesado no marketing do caboclo. Bom, com o plano de governo que ele e sua equipe implantara, congelou o patrimônio do povo e, logo após, o confisco geral. Foi um tipo de uma espécie de Robin Hood demoníaco que, roubou de todos e não distribuiu a maioria, especialmente os pobres, que como sempre, ficam a ver navios e chupando dedo.

Como o danadinho do presidente consegui morder a parte do bolo que pertencia aos ricos e poderosos do país, logicamente, estes deram o grito. Então, fora um estardalhaço total. E, rapidamente, o processo de Impeachment começara. Algo novo e diferente. Parece que o processo viera dos Estados Unidos… Bom, o que se sucedera logo após o início do pleito foi um processo laborioso e demorado que se arrastou por cerca de seis meses. Seis meses o Impeachment tupiniquim demorou. Diferentemente do vizinho paraguaio que durou vinte e quatro horas.

O que os poderosos atuais temem não é que se instaure uma nova onda de Ditadura pelas Américas que até aos dias de hoje ainda não cicatrizara as feridas de trinta a quarenta anos atrás que surgiram das ditaduras passadas. E, sim, que todo o processo democrático que favorece totalmente ao monopólio do capitalismo venha entrar em xeque.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Sabemos que a Democracia, literalmente significa governo do povo para o povo. Literalmente! Pois, o que vemos é que o povo não manda e nem desmanda em nada. Quem está na rédeas da caciquelândia são os maiorais. O processo de ditadura para eles não é vantagem ao passo que o processo democrático lhes favorecem horrores.

Na Ditadura, o processo econômico perfeito seria o Socialismo. Na Democracia, o capitalismo selvagem!

O que preocupa as Américas não é o fato do presidente ter sido deposto, que ele se dane para lá com sua promiscuidade e paternidade na marra, mas o fato de que existem forças poderosas, que excluem completamente a vontade do povo, que conseguem facilmente tirar ou retirar um rei de um trono. Ou seja, pessoas ou organizações com poder suficiente para de fato movimentar as cordinhas dos títeres que estão no comando de um país.

 

 

Talvez você goste disso também:

Sobre: Adriano Taciano

Latino; Brasileiro; Mineiro; Belorizontino; Estudante (graduação superior tecnológica em Gestão de Recursos Humanos); Poeta e escritor; compositor e músico autodidata.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
28 × 22 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>