Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


Diarreia – o comum que merece respeito.

Precisando de Dinheiro?

Ganhe R$80 por Dia
Sem Indicar nem Vender
Apenas Visualizando Anuncios
Forneça seus Dados para Começar

Diarreia é um problema que a maioria de nós já teve – e quem ainda não passou pela experiência muito provavelmente ainda passará. É uma sensação de urgência para usar o banheiro, cólicas muito desagradáveis no baixo ventre, e algumas vezes também se tem febre e calafrios. E pra piorar ainda mais, esse quadro se manifesta várias vezes ao longo de vários dias, variando de acordo com a causa do problema e as providências adotadas.

Entretanto, devido ao enorme desconforto gerado pela diarreia, as pessoas tendem a procurar a saída que mais rápido resolva esse problema, tentando, inclusive, “travar” o intestino já no primeiro dia. Porém os próprios médicos se opõem a essa prática, que pode ser mais nociva do que se pensa. Portanto, antes de pensar em tomar um anitta, solte a bula um instante e veja os motivos pelos quais você deve esperar um pouco e se concentrar em outra forma de tratamento.

O que é a diarreia

A diarreia é a manifestação dos intestinos de que algo está errado. O estômago também se manifesta tentando expulsar seu conteúdo quando tem essa mesma percepção. Mas por que essas reações acontecem?

Nosso organismo é uma máquina perfeitamente intrincada que sabe tudo que está acontecendo em qualquer órgão. Quando ele é invadido por algo estranho que ele julgue ser potencialmente perigoso para seus sistemas, sua primeira reação é de ataque – por exemplo, quando entra um vírus em nossa corrente sanguínea, as células de defesa se amontoam ao redor dele e o matam (ou ao menos tentam). Entretanto, nem tudo cai na corrente sanguínea, mas isso não impede o corpo de notar que algo está errado e, quando ele não sabe exatamente onde o problema está (ou sabe, mas não dá pra atuar com células do sangue), manda todo mundo expulsar tudo que está dentro do corpo na tentativa de se livrar do problema.

O vômito, por exemplo, acontece quando ingerimos algum alimento contaminado ou estragado. A química no interior do estômago se altera quando isso acontece e dispara o alarme; a fim de evitar uma contaminação mais séria, o cérebro dá a ordem: põe pra fora.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

A mesma coisa acontece nos intestinos. Quando um vírus ou bactéria encontra lugar ali entre as vilosidades intestinais para proliferar, o sistema de defesa é ativado. O intestino grosso literalmente provoca uma evacuação geral para se livrar daquilo e, para garantir que todos os cantos vão ficar limpos da ameaça, “varre as paredes com água”. E essa água não é só a que você tomou – é também a água que ele drenou da sua circulação sanguínea.

A intenção é exatamente a de lavar tudo por dentro, por isso esse mecanismo é acionado – e é por isso que os médicos não recomendam que se tente frear a diarreia no primeiro dia logo de cara: deixe o intestino se lavar pra ficar livre do inimigo. Se você impede a diarreia, o vírus ou bactéria vai continuar por ali.

Mas não é motivo pra desleixo

A diarreia é um evento “comum”, mas se não for controlada pode ficar muito perigosa. Como já dissemos, a água que o intestino usa para se lavar também vem da corrente sanguínea, e isso causa desidratação muito rapidamente (por isso aquela sensação de fraqueza). Isso faz a hidratação ser mais importante até do que os remédios como o annita, pois uma diarreia comum cessa espontaneamente sem eles, se o paciente mantiver uma hidratação adequada.

Por “hidratação adequada”, entenda “tomar água pra caramba”, mais do que o habitual. Água, sucos, isotônicos, chás, vale de tudo – aliás, quase tudo: convém evitar os cafeinados e as bebidas muito doces, já que o açúcar pode ter um efeito laxante que você, com certeza, não vai querer agora! A alimentação também deve ser mais cuidadosa, com alimentos leves e sem muitos temperos. Pode ser desconfortável comer nessa fase, pois os enjoos podem aparecer também; nesse caso, sopas leves, biscoitos secos e frutas podem ajudar. O importante é não deixar de comer, pelo menos um pouco. Mas o foco é na hidratação.

Mas fique atento(a): se surgir febre mais alta ou persistente, convém entrar em contato com um médico para que se investigue se esse quadro de diarreia merece atenção mais especial. Os sintomas são sempre muito parecidos, mas detalhes como esta febre que mencionamos, ou sangramento nas fezes, ou ainda vômitos em jato requerem atenção redobrada – e às vezes, internação. Ao menor sinal de “novidade”, procure um médico e siga suas recomendações à risca. A diarreia é comum, sim, e até rende piadas, mas é assunto sério.

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>