Como escolher seu violão ? Como testá-lo na hora da compra ?

Como escolher o violão na hora da compra?

Muitas pessoas que desejam aprender a tocar algum instrumento ou até mesmo aquelas que já o sabem passam por situações desagradáveis ao realizar compras em lojas de instrumentos musicais.

Geralmente permitem que o vendedor, que muitas vezes só quer realizar a compra, faça todas as escolhas e decida qual o melhor instrumento.  É preciso ter em mente algumas regras fáceis de serem seguidas, independente do seu grau de conhecimento do assunto, afim de evitar uma compra mal sucedida.

Primeiramente, decida se o violão que deseja adquirir é de cordas de nylon ou de aço, as sonoridades são bem diferentes, então escolha aquele que melhor se aplica ao tipo de música que pretende tocar.

Analise visualmente o instrumento, na possibilidade de encontrar ranhuras, rachaduras, pontas soltas, tanto no tampo, como no braço, na mão do instrumento, na parte de trás ou de geralmente ocorrem pequenos riscos, nas laterais para ver se não há alguma parte se descolando e por fim nas tarrachas para ver se estão bem parafusadas.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Instrumentos empenados não são impossíveis de serem encontrados para venda, portanto uma forma prática de saber se o instrumento está empenado é pegá-lo e pressionar o dedo na primeira casa da terceira corda(de baixo para cima) e também na última casa da mesma corda, e assim olhando de frente para o braço perceba se a corda está tocando todos os trastes ao longo do braço, caso esteja, fique tranquilo que o instrumento não se encontra empenado.

Alguns instrumentos possuem uma chave bidirecional no braço, a qual pode ser usada olhando o “furo” no corpo do violão. Verá que existe uma cavidade indo em direção ao braço para que a chave seja usada para ajustá-lo, porém se nunca fez isso, procure um luthier que tem a sensibilidade correta para usar a chave.

Ao testar o instrumento em uma caixa amplificada, fique atento, pois o vendedor pode ligar seu instrumento numa caixa de ótima qualidade, oque certamente proporcionará um som agradável aos ouvidos de todos, mesmo que o seu instrumento não seja dos mais caros, a dica é que se tente testar em equipamentos de seu conhecimento ou até mesmo aqueles que você mesmo dispõem.

Não finalize a compra permitindo que lhe tragam outro instrumento do estoque, afinal o instrumento que testou foi aquele da vitrine ou mostruário, e não o do estoque, que pode estar danificado, e não passou pelo seu teste. Isso é algo muito comum de se acontecer nas lojas, principalmente com pessoas com menor conhecimento do assunto.

Por fim é importante estar atento também a todos os casos que estão incluídos na garantia do instrumento, para que saiba que situações são passíveis de troca.

Certamente utilizando essas dicas, ficará mais fácil realizar uma compra bem sucedida, sendo assim, fique atento aos detalhes e não esqueça que é você quem decide se o instrumento é bom, seja para quem for que esteja comprando.

Talvez você goste disso também:

Sobre: Willian Carvalho

Músico e compositor de músicas, textos em prosa, poesia e crônicas. Estudante de Engenharia Civil e desenhista técnico.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
17 + 13 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>