Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


Como analisar uma equipa adversária

Precisando de Dinheiro?

Ganhe R$80 por Dia
Sem Indicar nem Vender
Apenas Visualizando Anuncios
Forneça seus Dados para Começar

Durante o treino de uma equipa de futebol, existem os mais variados objetivos que deve ser cumpridos, como por exemplo, não treinar nem pouco nem em demasia, respeitando o princípio da sobrecarga, ou por  exemplo, ao respeitar o princípio da especificidade, o treino deve ser rigoroso e restritivo aos seus objetivos, excluindo exercícios que não influenciam na forma de jogar da equipa. Existe uma questão frequente entre treinadores e professores de futebol. Como treinar surge bastantes vezes nos motores de busca dos websites de organização tática e de futebol. Mas existe uma outra questão, que, apesar de “inserida” primeira questão, é igualmente importante: o que treinar?

 

A preparação no futebol é fundamental para o alto rendimento desportivo, e deve partir sempre do treino, que é dividido em duas fases diferentes: o ensino/adaptação/treino ao modelo de jogo adotado pelo treinador e a preparação para o jogo que se avizinha. A existência de um modelo de jogo é fundamental, e a única forma para que exista uma forma de jogar é através do treino, adaptando os jogadores, física, tática e psicologicamente aos conteúdos do dito modelo de jogo. Esse modelo de jogo deve ser adaptável, não necessariamente ao longo da época, mas para o jogo seguinte, pois deve haver sempre espaço para a preparação da equipa para o jogo precedente.

 

1. A análise de uma equipa

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

 

Existe uma ferramenta especial que serve de “plataforma” ou “alavanca” para o alto rendimento desportivo, que influencia diretamente na preparação durante o treino. Chama-se Análise do Adversário, que geralmente é uma tarefa efetuada por um dos membros da equipa técnica. O conhecimento da estrutura, da forma de jogar nos vários momentos de jogo, da filosofia do treinador, entre vários pontos fortes e fracos da equipa que se segue no fim de semana seguinte funciona como palavra-chave para diferenciar as grandes equipas de equipas inferiores. Praticamente, tem o mesmo valor que entrar no jogo a ganhar.

 

 

Segue-se um resumo do que deve constar num relatório de análise de uma equipa adversária

 

 1.1 Transição ofensiva

Quando a equipa perde a posse de bola, deve ser rápida a ler a situação e a reagir. A capacidade de previsão de como irá reagir o adversário acrescenta pontos para uma recuperação da bola mais eficaz e o sucesso defensivo praticamente garantido. Mas a equipa deve ser capaz de prever o quê?

  • Como vai o adversário transportar a bola até ao ataque? Será um ataque rápido e vertical, ou será mais lento, posicional e horizontal?
  • A equipa explora os corredores laterais ou o corredor central? E quais são as condições que levam a equipa a explorar determinado corredor?
  • O adversário tenta criar condições para efetuar o último passe ou tenta servir um jogador que explora determinado espaço? As condições antecedentes da finalização são as costas da defesa, ou são cruzamentos, quer da linha de fundo, quer do último terço do campo?
  • Qual é o movimento do adversário onde existe uma maior probabilidade de recuperação da posse de bola? E existem também movimentos onde o adversário deixa espaço livre para explorar, como por exemplo na subida de um lateral?

 

1.2 Momento Ofensivo

Uma vez que o adversário leva a bola ao ataque, vai certamente criar condições para a finalização. Como tal é a palavra-chave do artigo, a equipa deve “prever” como irá suceder o comportamento da equipa contrária

  • O remate é colocado, forte ou de cabeça? Surge de determinados jogadores especializados na finalização? E esses jogadores, rematam com a bola no pé ou rematam ao primeiro toque?
  • Quais são as movimentações de padrão dentro da grande-área? Existem jogadores que aparecem vindos de trás? Que surgem junto de um dos postes ou que tentam finalizar através de um movimento em diagonal?

1.3 Momento Ofensivo

Nenhuma equipa pratica um futebol de excelência ou perfeito, e por isso, qualquer equipa pode perder a posse de bola, e portanto efetuar uma transição ofensiva.

  • Quais são espaços que a equipa se apressa a fechar? E quais são os espaços que a equipa não ocupa corretamente?
  • A equipa obriga o adversário a tentar explorar pelos corredores laterais? Pressiona na saída de bola?
  • Qual é o setor do campo onde a pressão é maior? E a equipa sobe ou desce no terreno após recuperar a posse de bola?

 

        1.4 Momento Defensivo

 

Este será um dos pontos-chave do relatório, pois identifica os pontos fracos quando é a vez da própria equipa atacar.

  • A equipa defende com muitos jogadores atrás da linha da bola? E qual é o corredor do campo onde estão mais jogadores?
  • A pressão é vertical ou horizontal? Existe uma ligação entre a forma como a equipa defende e como ataca?
  • A marcação é feita à zona ou homem-a-homem? E existe algum jogador influente que marca outro jogador específico?
  • A penetração na grande-área é mais fácil se feita nas costas da defesa, com cruzamentos curtos ou com cruzamentos longos?

 

        1.5 bolas paradas

Livres, cantos e lançamentos também entram no relatório de análise de uma equipa.

  • Os lançamentos laterais são rápidos, curtos ou são longos? Para os lançamentos laterais existem jogadores especialistas ou são efetuados de forma aleatória?
  • Os cantos, são curtos, para a grande-área, ou atrasados? Quais são os jogadores que batem os cantos?
  • O cruzamento é feito para que zona da área? E como é feita a movimentação dos jogadores?
  • Os livres são batidos diretamente à baliza ou são cruzamentos para uma zona ou jogador específico?
  • A barreira salta em livres contra a própria equipa?

        1.6 padrões do modelo de jogo

 

Entende-se padrões de jogo como movimentações frequentes de uma equipa, não necessariamente no mesmo local, mas as mesmas diretrizes e objetivos. Comum aos cinco pontos anteriores, a análise cuidada de uma equipa encontra sempre padrões na forma de jogar de qualquer equipa. Existem movimentações regulares na forma de jogar das equipas, como combinações durante a construção de jogo, cruzamentos, movimentações de apoio, entre muitos.

 

     1.7 outros pontos importantes

 

Existem ainda outros pontos importantes que devem constar num relatório de análise

  • Quais são os jogadores indisponíveis para o jogo? Qual será o onze mais provável ou qual é o onze mais utilizado?
  • Qual é a filosofia do treinador? Em que momentos do jogo costuma fazer substituições? Quais são as substituições que faz?
  • A equipa ataca em que tempo de jogo? Se na primeira parte, se na segunda, ou durante um período específico?
  • Como estão as condições do relvado, quais são as condições climatéricas no dia de jogo e existem outros fatores externos que podem influenciar o jogo?

 

Conforme descrito neste artigo, a análise de uma equipa adversária é uma ferramenta importante utilizada pela equipa técnica. Aspirantes a treinadores de futebol podem também escrever os seus próprios relatórios de futebol e assim melhorar os seus conhecimentos e a sua visão de jogo.Você gostava de ver o seu relatório de análise no Teoria do Futebol? Entre em contacto com o administrador e envie o seu relatório já!

 

Artigos Sugeridos pelo autor do artigo

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>