Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


Coisas comuns a todo estudante

Precisando de Dinheiro?

Ganhe até $80 por Dia
Sem Indicar Nem Vender
Forneça seus Dados para Começar

Cada estudante é único. É uma pessoa singular, como nenhuma outra no mundo inteiro – pode haver outras “parecidas”, mas iguais? Não existe. Cada estudante tem uma forma e um ritmo únicos de aprendizado, uma dificuldade específica, uma facilidade específica e também suas preferências. Alguns adoram as Exatas de paixão (são poucos, mas existem, sim!), já outros não trocam as matérias de Humanas por nada nesse mundo. E o pessoal das Biológicas, então? Ah, esses nem querem saber do resto do mundo: a vida e suas microestruturas são por demais fascinantes.

Mas apesar de serem tão diferentes entre si, os estudantes são uma classe de pessoas que têm alguns conflitos em comum. Pra começo de conversa, uma longa jornada acadêmica que parece não ter fim; uma infinidade de disciplinas que parecem arranjadas covardemente para extrair até o sangue de suas veias (essa eu ouvi de um estudante; ri muito quando ele falou!); trabalhos, simpósios, seminários, artigos, leituras, estágios, relatórios de estágios, tudo junto em todas as disciplinas, em todos os semestres (pensando bem, isso deve tirar sangue, mesmo); e o temido momento da escolha de temas de administração e outros cursos para tcc.

Um ponto e luz em meio às “trevas”

É muito comum que, num período tão conturbado, os estudantes percam completamente a fé que traziam de casa – ou passem a ter alguma mesmo tendo entrado completamente descrentes na faculdade. Em minhas andanças entre esses estudantes descrentes (ou ateus), ouvi muitas queixas sobre sentirem falta de um norte. E frequentemente eu os via, poucos meses depois, se unirem a grupos de oração de alguma religião cristã (mais numerosos), grupos budistas, grupos de umbanda e mesmo grupos de crenças alternativas baseadas na natureza ou em mitologias celtas (universidades sempre têm grupos do tipo). Mas independente do guia escolhido pelos estudantes, ele se tornava um norte importante, um foco a seguir e equilibrar a mente do esforçado aluno. Vi muitos resultados positivos.

Em contrapartida, para alguns a fé se tornava impensável, impossível. Via muito disso entre os alunos de História e Ciências Sociais. A fé era racionalizada a tal ponto (e fé não é algo, em si, racional, é mais intuição que qualquer outra coisa) que eles entravam em conflito com suas crenças e acabavam por se tornar ateus – ou no mínimo, agnósticos. Alguns chegaram a retomar a fé, outros nunca mais a cultivaram.

Mas uma coisa é certa: a graduação é um período de mudanças sempre muito profundas nos estudantes. Em todos eles. E às vezes ela desconstrói pilares muito sólidos em seu íntimo.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Laços que se fazem – e alguns que se desfazem

Ah, isso vai permear toda a vida acadêmica do estudante e vai com ele por toda a vida. Muitas, muitas amizades são feitas nesse período. São amigos feitos em sala de aula, nas festas estudantis, nos grêmios acadêmicos, nos protestos, nos colegas de dormitório… Mas muitas amizades se desfazem nessa época também. Facilmente, os amigos de infância se distanciam a ponto de nem se lembrarem direito do outro. Às vezes é por descuido, mas muitas vezes acontece por divergência na forma de pensar – que é outra coisa que muda muito no estudante de graduação. As ideologias nas quais acreditava podem deixar de fazer sentido, dando lugar a novas – e isso às vezes estremece uma amizade de longa data.

Brigas por causa de namoros? Pelo menos uma por mês – e uma REALMENTE FEIA por semestre. Eis aí uma fase em que haverão muitos parceiros diferentes, na busca pelo ideal. E quando digo isso, falo de rapazes e moças, veja bem. Não há mais aquela tipificação de comportamento diferente entre os dois sexos: os dois estão à caça de igual pra igual. Serão, encontros, reencontros, discussões, traições, promessas, noivados feitos e desfeitos no calor do momento… Será a trilha de aprendizados mais difícil de absorver, mais que qualquer disciplina do curso.

A vida é sempre dura nessa fase. A graduação traz obstáculos que nenhum estudante visualiza quando é selecionado pra uma faculdade. Entram pensando nos estudos, nas provas, nos trabalhos mas nunca imaginam quanta pedrada vai vir pela frente junto com as avaliações. Essa é outra coisa comum nesse grupo tão específico e curioso de pessoas: a ingenuidade. Entram tão seguros de si que acreditam que jamais sofrerão modificações em suas bases supostamente mais sólidas; entram pra academia acreditando ferozmente que mudar de ponto de vista, de crença, de atitude são coisas de gente sem personalidade – até que se veem nessa situação. Alguns se constrangem, outros se adaptam e seguem (esses são mais felizes que os primeiros, que sofrem tentando não mudar).

E você aí, achando que encontrar um tema para tcc era a parte mais difícil da jornada! :) Sabe de naaaaada, inocente…

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
23 + 22 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>