CHICO DE MARANGUAPE

Por Cimberley Cáspio

 

E  Maranguape gerou Chico

Que o Ceará enredou nos cordéis

E todo nordeste riu com Chico

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Não só o povo,como os coronéis

 

E o Zé Carioca apelou a Chico

Desce!Desce!Que o Brasil quer te ver!

E um Ita no norte,Chico pegou

Ansioso pela surpresa que iria ter

 

E na cidade maravilhosa,encontrou com Manga

Que muito amigo,lhe deu a mão

Em uma estreia marcante

Foi o seu primeiro show na televisão

 

Fez o rico e o pobre sorrir

O seu talento,já não era mais novidade

E o Brasil descobriu Chico

Que  ganhava agora, respeito e notoriedade

 

Mas de suas origens nunca se esquecia

E Maranguape novamente o via

Ao lado de seus irmãos e artistas conterrâneos

Os apoiava e se comovia

 

Nunca teve coragem de entrar na casa onde nasceu

Sempre a olhou de fora

Mamãe ali não mais se encontrava…

Pois estava no céu agora

 

E agora ele está ao lado dela

O maior de todos os seus amores

Enquanto aqui,nós os seus fãs

Continuamos lhe aplaudir e lhe render louvores

 

Vai Chico!E obrigado!

Nunca precisou do seu nome em uma estrela na calçada da fama

Porque agora é uma estrela de verdade

Que contemplo todas as noites

O seu brilho por toda a eternidade.

Talvez você goste disso também:

Sobre: cimberleycaspio

carioca,55 anos,jornalista,publicitário e professor de teologia natural e de bem com a vida.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
1 + 2 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>