DOBRE SEU CAPITAL EM 90 DIAS


Languages: Spanish - English - Polska - Português

MAIS INFORMAÇÕES EM: oTudo.com/golite

A importância do seguro de moto

Dobre seus Litecoins
em 90 Dias

Clique AQUI e Comece Agora!

O seguro de carros, embora ainda não seja nenhuma unanimidade, já é uma modalidade bastante aceita e procurada no Brasil. Para as motos, no entanto, a realidade é um pouco diferente. Muitas das pessoas que pilotam motos ainda têm dúvidas se o investimento é válido financeiramente.

Difícil realidade

Não é raro que nos deparemos com acidentes de trânsito envolvendo motocicletas, em ruas, avenidas e estradas, muitas vezes com vítima fatais. Além dos acidentes, chama a atenção a alta criminalidade envolvendo esse meio de transporte. As estatísticas são bastante assustadoras: segundo dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o estado teve uma média de 106 motos roubadas ou furtadas por dia, algo em torno de 4,4 crimes do tipo cometidos por hora.

Ainda assim, é baixa a quantidade de motociclistas que contratam o seguro para motos. Partem do pressuposto de que o custo do seguro é muito alto em relação ao preço da própria moto. Os valores do serviço tendem a ser mais altos para as motocicletas de baixas cilindradas, que são os modelos mais furtados.

Seguro específico para roubo e furto

Pensando nos questionamentos apontados, o setor tem passado a oferecer opções financeiramente mais vantajosas aos motociclistas. O seguro tradicional inclui não só a cobertura para roubos e furtos, mas também seguro contra incêndios e colisões. Para quem não sente necessidade desse seguro completo, há a opção de adquirir apenas a cobertura para roubo e furto.

Essa opção tem se mostrado especialmente vantajosa para quem tem motos de baixas ou médias cilindradas, que são as mais visadas nos crimes. O valor anual do seguro fica geralmente entre 6% e 10% do valor total da moto. No entanto, é importante contar com uma corretora de seguros que auxilie no momento de contratar o seguro. Isso é necessário, pois os valores variam conforme o ano e o modelo da moto, além de dados do próprio condutor, como idade, CPF, CEP e estado civil. Além disso, as coberturas variam bastante. Por exemplo: um serviço de guincho limitado a um raio de 200km pode ser interessante para algumas pessoas, mas completamente desaconselhável a alguém que viaja muito. Os corretores de seguros têm esse poder de análise sobre o estilo de vida das pessoas para recomendar as melhores opções.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Se optar por realizar cotações online, evite exceder a realização de três cotações. Ao perceber que o indivíduo está realizando um número muito alto de cotações online, as seguradoras percebem que estão todas vinculadas ao mesmo CPF e acabam por encarecer as coberturas, interpretando esse comportamento como algo fora do padrão.

Seguro contra terceiros

No caso dos motoboys, que usam a moto como instrumento de trabalho, o seguro contra terceiros pode ser bastante útil. Trata-se de uma cobertura exclusiva para danos materiais e físicos a terceiros, riscos aos quais esses profissionais estão comumente expostos. O valor do serviço é algo entre 3% e 5% do valor do bem, mas compensa na hora de cobrir os custos de um sinistro.

Perfil

O seguro para motos ainda é pouco contratado, e também pouco divulgado. Há poucos dados sobre o perfil mais comum do segurado desta modalidade, mas, em geral, o público mais comum é formado por homens, acima dos 34 anos de idade, casados, que evitam transitar em alta velocidade e geralmente não deixam que os filhos utilizem a motocicleta.

[iframe src="http://dinheirointernet.blog.br/menu.php" width="386" height="330"]

Talvez você goste disso também:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Enter Captcha Here : *

Reload Image

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>