A importância da visibilidade dos produtos

O processo de planejamento de qualquer item feito nos dias de hoje é um longo processo. Escolha e viabilidade do produto, seleção do nome, etapas de produção, desenho da embalagem, transporte, logística e publicidade: diversas etapas, geralmente bem dispendiosas para o empresário, e que podem ser determinantes no sucesso ou fracasso de um empreendimento. Com investimento, estudo e dedicação, um produto que cumpra todas estas etapas de forma satisfatória e inovadora tende a ser um sucesso de vendas – a não ser que a forma como está exposto, em seu ponto de venda, coloque tudo a perder.

Toda a longa preparação que cerca tanto o lançamento, quanto a exposição cotidiana de um produto pode ser em vão se o ponto de venda não for o adequado. Muitos fatores podem contribuir para que um produto que normalmente geraria interesse no consumidor seja preterido por outros por conta da falta de visibilidade dos mesmos no estabelecimento, no qual estão sendo vendidos. Por isso, é necessário que a preocupação com a forma de apresentação final do mesmo seja uma constante.

Disposições

A competição pela visibilidade começa pelo fator lógico, na qual produtos concorrentes estarão lado a lado ao serem vendidos, sendo assim, valendo não apenas a qualidade e o preço, mas também a apresentação visual de cada um deles, sendo fatores decisivos na hora do consumidor fazer a escolha. Mas esses três fatores podem não representar o diferencial final de preferência se o produto em questão não puder ser plenamente visualizado por quem deseja comprá-lo.

Certamente você já encontrou por acaso algum produto que desejava praticamente escondido em uma prateleira, seja por descuido de quem as arruma ou pela constante manipulação dos consumidores. Dependendo do tipo de local no qual os produtos são armazenados, como uma prateleira sem divisões, sendo um modelo bastante utilizado. Por isso, é interessante tanto para o fabricante do produto quanto para o lojista que o expõe dispor de métodos mais eficientes e organizados, como por exemplo gôndolas de madeira.

Fazendo o produto ser visto

Diversos fatores diferenciam uma gôndola de madeira de um expositor comum. O próprio sistema de ganchos é digno de nota, que permite que diversos produtos possam ser “acumulados” em um mesmo espaço ordenado, fazendo com que uma unidade do mesmo esteja visível. O sistema de canaletas permite customizações de tamanho e espaço conforme o produto em questão, priorizando a organização e evitando que ganchos sem uso atrapalhem tanto o visual ou mesmo possam causar qualquer tipo de acidente com os consumidores – basta retirar os que não estão em uso na gôndola naquele momento.

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Ter o controle de como os produtos são expostos pode ser justamente o que diferencia um produto campeão de vendas de um sem qualquer representatividade no mercado. Não importa o quanto o item em questão seja notável ou único, sem a devida exposição no local que vai ser a ponte entre quem o vende e quem o consome, como já foi citado anteriormente sobre uso das gôndolas, as chances do mesmo ser um sucesso vão depender unicamente do acaso.

 

Talvez você goste disso também:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
38 ⁄ 19 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>