Ganhe R$80 por Dia. SEM INDICAR NEM VENDER


4º Prêmio Sexy Hot, o Oscaralho do Cinema Brasileiro

Precisando de Dinheiro?

Ganhe até $80 por Dia
Sem Indicar Nem Vender
Forneça seus Dados para Começar

Meryl Streep e Jack Nicholson que se cuidem! Coppola, Scorsese e Spielberg que ponham as barbinhas de molho! Tapete vermelho, calçada da fama e a estatueta do Tio Oscar pelado serão instituições anacrônicas em breve, dèmodès, fadadas ao olvidamento. As colinas de Hollywood serão a nova Acrópole e os estúdios de filmagem, os templos em ruínas de deuses não mais reverenciados.
Que o negócio, agora, ou o “quente”, como se dizia antigamente, ou a “tendência”, como dizem os viadinhos atuais, é o Prêmio Sexy Hot, o Oscar do cinema pornô nacional, já em sua quarta edição – e eu nem fiquei sabendo das outras. É o Oscaralho!
o PSH, porém, não dá moral para frescuras e firulas, não premia categorias técnicas como sonoplastia, edição etc, não premia quem fica nos bastidores, por detrás das câmeras, filmando com uma mão e batendo punheta com a outra.
O PSH só laureia quem faz a ação acontecer, só os que dão duro e os que dão pro duro!
A quarta celebração do PSH teve data e lugar na noite dessa terça-feira (06/06), na cidade de São Paulo, e foi apresentado, pelo segundo ano consecutivo, pelo cantor e compositor Léo Jaime.
A grande premiada da noite, levando para casa (e na bunda e na buça e na boca e nas orelhas e nas dobras dos joelhos) as estatuetas de quatro das cinco categorias às quais foi indicada, foi Emme White. Venceu nas categorias Melhor Cena de Sexo Oral, Melhor Cena de Orgia/Gang Bang, Melhor Atriz Homo Feminina e Melhor Cena Homo Feminina.
Teve até discurso em tom de desabafo da moça. A desgraça é que sempre tem discurso. A nossa Ingrid Bergman criticou a hipocrisia de uma sociedade que assiste a filmes pornôs, porém, discrimina e avilta os atores e as atrizes que os realizam.
Disse a moça : “Meu discurso foi em tom de desabafo porque minha família não aceita e não culpo eles (sic), culpo a educação que eles tiveram”. E eu culpo os professores de português que passaram a moça de ano. Primeiro, atrizes e atores? Em tempos mais simples, pessoas que trepavam por grana recebiam outra denominação. Segundo, fico imaginando o pai de uma atriz pornô, um velhinho de suíças e de cabelos brancos, olhos baços pela catarata, dentadura periclitante a dançar pelo céu da boca, vendo a filha ajoelhada na frente a três rolas gigantes, tomando surra de pica na cara e esporrada dentro do olho, vendo a filha sorrindo para a câmera com a boca cheia de porra e ainda assoprando pra fazer bolhinhas. O cara tem que aceitar, sentir orgulho e admiração? E toda a sociedade, bater palmas?
Hoje, o que não é de nenhum valor, exige que a sociedade lhe tenha em alto apreço e consideração. Não basta tolerar, fazer vistas grossas, todos têm também que os exaltar, engrandecer, glorificar, querem um aval da sociedade, para que, no fim, eles próprios se convençam, se autoaceitem e aplaquem qualquer resquício de culpa ou remordimento. Têm é o caralho que tem! É como diz meu amigo Fernandão, corno e filósofo de primeira categoria : não pode pintar o urubu de branco, que ele já pensa que é cisne.
Foram premiadas um total de 17 categorias, teve estatueta para todos os gostos, orifícios e orientações, inclusive, pasmem, Melhor Filme Hétero.
Grande aficionado que já fui do gênero e considerando-me, hoje, apenas um diletante espectador, dou-me ao direito e à liberdade de sugerir aqui, para a 5ª edição do PSH, a inclusão de mais três categorias, afinal, incluir é com o PSH, mesmo.
1) Oscaralho de Efeitos Especiais : dado à atriz com mais implantes de silicone, aplicações de botox, lipoaspirações e cirurgias de reconstrução da beiçuda e das pregas, e aos atores mais enviagrados;
2) Oscaralho de figurino : conferido às fabricantes de camisinha, Jontex, Preserv, Prudence, Olla, Blowtex, Durex etc;
3) Oscaralho de melhor roteiro adaptado, o famoso pornô com história; e esse deverá ser o ápice da premiação, o príapo do evento, a estatueta mais esperada da noite, pois não há maior sacanagem que o pornô com história. O desavisado punheteiro aluga um pornô com história e vai pra casa crente de que vai descabelar o palhaço, esgoelar o bem-te-vi, descascar o inhame, envernizar o pescoço da girafa. Aí, começa o filme e nada, mais 10 minutos e nada. O punheteiro larga do pau mole, pega o controle remoto do DVD (ou do videocassete, se for punheteiro das antigas, punheteiro VHS) e começa a acelerar o filme, e nada. Que sacanagem!
E por que roteiro adaptado? Simples, ora porra! Porque roteiro original só tem um, do qual se derivou toda a espécie de putaria que existe hoje :
Filme : Bundalelê no Paraíso
Ator Principal : Adão
Atriz Principal : Eva
Ator/Atriz coadjuvante e epiceno : a Cobra
Locação : Jardim do Éden
Diretor : Deus.
Pãããããta que o pariu!!!! O primeiro registro da história da humanidade é um filme pornô!!! A história humana já começou com um ménage. Adão, Eva e a Cobra, que pode tanto ser macho quanto fêmea, olha aí o início da porra da ideologia de gêneros.
Também sugiro uma mudança na estatueta dada aos vencedores, uma figura geométrica meio triangular, meio que uma ampulheta estilizada, e em nada representativa. Os laureados deveriam era receber, confeccionada em ébano e bronze, uma estatueta feita nos moldes da benga do Kid Bengala. Não em tamanho real, porém; numa escala 1:12, que é para caber na estante da sala sem ter que mandar abrir uma claraboia no teto.
Entrei em contato e perguntei a um dos organizadores do evento sobre a possibilidade da inserção das novas categorias de premiação e da mudança da viril estatueta a ser entregue aos vencedores do 5º Prêmio Sexy Hot.
A bichinha, toda esquizoelétrica, respondeu-me categórica : “Nenhuma. Nenhuma possibilidade. Nosso trabalho é sério. Tá de gozação, é?”
Tô. Pããããããta que o pariu se tô!!!! Pelo menos, gostaria de estar!!! Não com a bichinha, é claro!!!
Eis a grande vencedora Emme White e, depois dela, todas as categorias premiadas, a quem interessar possa.

Melhor Cena De Sexo Oral
Emme White e Erick Fire (“Desejos Femininos”)

Melhor Cena De Sexo Anal
Elisa Sanches e Yuri (“Sexy Blonde”)

Melhor Cena De Dupla Penetração
Ana Julia, Eduardo Lima e Jack kallahari (“Molhadinhas e Meladinhas 2″)

Melhor Cena De Orgia/Gang Bang
Emme White, Mel Fire, Angel Lima, Fabi Thompson e Paty Kimberly (“Orgasmos Múltiplos”)

Sabia que o Autor deste Post Ganha Dinheiro até Hoje por te-lo Escrito?
Ganhe Dinheiro Escrevendo Artigos

Melhor Cena De Menage
Grazy Moraes, Sol Soares e Renan Cobra (“As Aventuras de Grazy”)

Melhor Cena De Fetiche
Nego Catra E Sandy Cortez (“Masturbatrix 9″)

Melhor Atriz Hétero
Paty Kimberly (“Uberxxx da Paty”)

Melhor Ator Hétero
Loupan (“Casa da Mãe Joana”)

Melhor Atriz Transexual
Carol Penélope (“Gang Bang com Carol”)

Melhor Ator Homo Masculino
Kaleb (“O Tímido da Sauna”)

Melhor Atriz Homo Feminina
Emme White (“Festival Bucetal”)

Revelação Do Ano Lgbt
Mel Fire (“Orgasmos Múltiplos”)

Revelação Do Ano Hétero
Elisa Sanches (“Abundância”)

Melhor Cena Homo Feminina
Emme White e Grazzie (“Sessões de Fetiche 3″)

Melhor Cena Transexual
Grazi Cinturinha, Victoria Carvalho e Erick Fire (“Doutor Ponha no meu Rabo Por Favor”)

Melhor Filme Hétero
“Loucuras de Casal” (Elenco: “Polly Petrov, Elisa Sanches, Katrinha e Capoeira”)

Melhor Diretor
Marco Cidade (“Player”)

Talvez você goste disso também:

DOBRE SEU INVESTIMENTO em 90 DIAS

Não precisa indicar ninguém para dobrar seu investimento em 90 dias.

Basta Acessar oTudo.com/GC e Cadastrar-se.



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Solve : *
38 ⁄ 19 =


Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>